Alergia ao glúten dos cereais leva à morte

Pessoas com doença celíaca estão duas vezes mais propensas à morte que o resto da população

07 agosto 2001
  |  Partilhar:

Até ao momento, médicos e especialistas afirmaram que a doença celíaca- alergia e intolerância ao glúten existente na farinha de trigo, aveia, etc. – não constituía grande perigo para os pacientes.
 

 

Mas um estudo publicado na última edição do jornal médico inglês The Lancet conclui que o índice de mortes entre pacientes que sofrem da doença celíaca é duas vezes mais elevado do que no resto da população.
 

 

O resultado da investigação indica a necessidade de se diagnosticar a doença o mais cedo possível. Normalmente os médicos só reconheçam os sintomas vitais da doença quando esta já está num estado avançado.
 

 

A investigação demonstrou que a principal causa de morte nos doentes estudados era provocada pelo linfoma não-Hodgkin, um tipo de cancro que está reconhecidamente relacionado com as complicações a longo prazo provocadas pela doença celíaca.
 

 

O estudo mostra que, mais preocupante ainda, é que a demora entre o reconhecimento dos sintomas da doença e que o diagnóstico tardio feito pelos médicos aumenta o perigo de morte.
 

 

Uma espera de dez anos no diagnóstico, triplica os ricos de morte entre aqueles que sofrem de doença celíaca.
 

 

A chamada doença celíaca começa a manifestar-se na infância, mas geralmente só é detectada na idade adulta. Os principais sintomas incluem fadiga e diarreia gordurosa, abundante e frequente. Em estados avançados, a doença já levou ao aparecimento de desnutrição, anemia ou síndrome do cólon irritável.
 

 

Comer certos alimentos que incluem glúten, como o trigo, afecta a superfície dos intestinos de uma pessoa que sofra de doença celíaca. Deste modo, e em consequência, a capacidade de absorção dos nutrientes vitais de todos os alimentos fica afectada.
 

 

Para evitar o problema, todos os pacientes que sofram da doença devem seguir uma dieta alimentar rigorosa, livre de qualquer alimento que contenha glúten.
 

 

Paula Pedro Martins
 

MNI - Médicos Na Internet
 

 

Fonte: The Lancet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.