Alegria no Natal é psicológica

Pessoas religiosas são mais felizes, diz estudo

26 dezembro 2003
  |  Partilhar:

Um cientista inglês concluiu que, se pensar que o que conta é a intenção, irá apreciar muito mais a noite da consoada, apesar de não gostar de determinada prenda.  O estudo levado a cabo por Stephen Joseph, da Universidade de Warwick, com base num inquérito a cerca de uma centena de pessoas, salienta que aqueles que têm convicções religiosas são mais felizes no Natal do que os que têm uma expectativa mais materialista da quadra. E que na base deste sentimento está o facto de os religiosos se entreterem mais a apreciar a maneira de estar e a companhia das outras pessoas do que a preocuparem-se com a contabilidade e a qualidade dos presentes. Estas convicções surgiram no âmbito de um estudo relativo ao cristianismo, à felicidade e aos objectivos de vida. Em sentido genérico, e não apenas no Natal, as pessoas religiosas, de facto, parecem ser mais felizes: «A religião dá-lhes um sentido para as suas vidas, e é isso que faz as pessoas felizes», referiu o investigador, acrescentando, contudo, que esta vivência não é exclusiva dos religiosos. «Os que se importam menos com os aspectos financeiros ou materiais nas suas vidas e que, em vez disso, procuram reforçar os seus laços comunitários, por exemplo, fazendo doações, ajudando os outros, ou os que se esforçam por manter boas relações pessoais com a família e com os amigos, tendem a ser mais felizes.»Fonte: Público

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.