Alcoolismo nas mulheres provoca danos no cérebro mais rapidamente

Estudo da Universidade de Gotemburgo

15 novembro 2011
  |  Partilhar:

As mulheres alcoólicas sofrem danos numa determinada área do cérebro que controla o humor, os impulsos e o sono, três vezes mais rápido do que os homens, revela um estudo sueco que será publicado na edição de Janeiro da revista “Alcoholism: Clinical and Experimental Research”.

 

Segundo o estudo, feito na Universidade de Gotemburgo, Suécia, as mulheres sofrem uma redução de 50% na actividade da serotonina após quatro anos de consumo excessivo de álcool, enquanto os homens apresentam a mesma quantidade de danos após 12 anos de abuso de álcool.

 

A serotonina é um neurotransmissor relacionado a quadros de depressão e ansiedade crónica, também tem um papel na regulação dos impulsos e no sono/vigília.

 

Para o estudo, os investigadores analisaram várias funções cerebrais de 42 pessoas que admitiam ser dependentes de álcool, um terço destas eram mulheres. Os homens, de maneira geral, disseram ter consumido o equivalente a 12 garrafas de vinho por semana durante 12 anos, enquanto as mulheres revelaram ter ingerido a mesma quantidade semanal de álcool, mas durante quatro anos.

 

"Não ficámos surpreendidos ao verificar que a função da serotonina foi prejudicada nos indivíduos dependentes de álcool, mas ficámos surpreendidos ao ver que as mulheres eram muito mais vulneráveis”, disse, em comunicado de imprensa, Ulf Berggren, membro da equipa de cientistas.

 

Os autores do estudo reconhecem ser necessário a realização de mais estudos, especialmente porque neste teste actual foi usado um número pequeno de indivíduos.

 

Embora tenham verificado danos na actividade da serotonina relacionados ao abuso do álcool, os investigadores advertiram ser necessário analisar os danos psicológicos decorrentes do consumo excessivo e continuado de álcool. "Sabemos que essa função é prejudicada de forma significativa, mas o que significa isso? Quais são as consequências? Esta é uma pergunta que precisa ser respondida", disse Ulf Berggren.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 2Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.