Álcool pode explicar misterioso aumento do cancro da mama

Três bebidas por dia quadruplica o risco da doença, aponta estudo

12 maio 2003
  |  Partilhar:

Cientistas norte-americanos concluíram que as mulheres do condado de Marin, Califórnia, sofrem de cancro da mama numa percentagem superior ao resto do país devido ao álcool, que, em excesso, pode quadruplicar o risco de doença.
 

 

Os peritos levaram anos a encontrar uma explicação para o fenómeno que afecta as mulheres deste condado da Califórnia, no norte da baía de São Francisco, onde a doença cresceu 37 por cento nos últimos dez anos.
 

 

A preocupação levou à realização de várias sondagens porta a porta para ajudar os investigadores a encontrarem uma explicação.
 

 

Depois de descartarem outras hipóteses, os cientistas da Universidade da Califórnia, São Francisco (UCSF), concluíram que em Marin se ingere mais álcool que noutras partes da Califórnia e dos Estados Unidos, segundo sondagens realizadas antes.
 

 

Os investigadores da Universidade começaram por demonstrar que o tempo de estada das mulheres nesta zona não tem relação com o risco de desenvolver a doença.
 

 

Abandonaram assim, a sua principal tese: que misteriosas toxinas no ar ou na água da baía eram as responsáveis.
 

O estudo, publicado esta semana no jornal médico "Breast Cancer Research", mostrou que as mulheres que ingerem um mínimo de duas bebidas alcoólicas por dia têm o dobro do risco de lhes ser diagnosticado cancro do que as que bebem menos. Com três bebidas por dia, o risco quadruplica, segundo o estudo.
 

 

Trabalhos anteriores tinham já confirmado que existe uma relação entre o consumo de álcool e o cancro da mama, mas nenhum de forma tão directa como este, assinalou Margaret Wrensch, professora de epidemiologia da UCSF, que liderou a investigação.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.