Ainda há escolas sem aquecimento...

Falta de verbas é a causa da situação

19 novembro 2004
  |  Partilhar:

 Um estudo realizado por um grupo de alunos da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCT/UC) concluiu que seis por cento de 251 escolas que referiram utilizar equipamentos de gás para combater o frio não efectuam quaisquer vistorias, ainda que a lei obrigue à sua manutenção periódica ou interdite mesmo a utilização de alguns destes aparelhos. Num universo de 279 estabelecimentos de ensino secundário que responderam ao inquérito, verificou-se ainda que vinte por cento (55 escolas) admitiram não dispor de qualquer tipo de aquecimento. Intitulado Projecto Carma - Caracterização da manutenção em edifícios escolares - o estudo, noticiado ontem pela Rádio Renascença, foi elaborado por um grupo de três estudantes da FCT/UC. A questão do frio nas escolas chegou a ser objecto de um plano de intervenção governamental, anunciado em 2000. Após meses de protestos, que se sucederam um pouco por todo o país, o então secretário de Estado da Administração Educativa, Augusto Santos Silva, prometeu que, até ao final de 2002, todas as escola básicas dos 2º e 3º ciclos e secundárias situadas nas zonas tecnicamente «frias» teriam aquecimento central. Os edifícios escolares localizados fora destas áreas, mas que apresentassem necessidades específicas em termos climatéricos, seriam também alvo de intervenção. No início deste ano, um levantamento feito pelo Sindicato dos Professores da Região Centro concluía que mais de metade das 350 escolas inquiridas eram afectadas pelo frio devido a problemas de aquecimento, ausência de instalações ou falta de verbas para colocar os equipamentos existentes em funcionamento. De acordo com os dados do mesmo estudo, os estudantes chegaram à conclusão que 16 por cento das escolas inquiridas não têm planos de emergência e que um terço não dispõe de acessos para pessoas com dificuldades motoras.Fonte: Público

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.