Água de Leiria com elevado teor de alumínio

Médicos estão preocupados

15 junho 2003
  |  Partilhar:

O delegado de saúde de Leiria e o director de um centro de diálise da cidade revelaram domingo à Agência Lusa que o teor de alumínio na água de consumo público apresenta, pontualmente, valores superiores aos legais.
 

 

De acordo com análises feitas pelos laboratórios da EPAL e pelos serviços da Autoridade de Saúde de Leiria, o teor de alumínio apresenta, pontualmente, valores muito superiores ao normal, nomeadamente em determinadas zonas da cidade.
 

 

O alumínio é utilizado no tratamento da água recolhida do rio Lis, pelo que, em determinadas condições, atinge valores muito superiores aos impostos por lei, explicou Jorge Costa, delegado de saúde de Leiria, embora salientando que estes dados são do conhecimento dos Serviços Municipalizados de Águas e Saneamento (SMAS).
 

 

Para Cândido Ferreira, proprietário da Eurodial, uma clínica de diálise no centro da cidade, esta situação «é inaceitável» e sucede há algum tempo sem que tenha havido «qualquer resposta da Câmara».
 

 

Além do alumínio, «a água de Leiria não é satisfatória e tem outros elementos perniciosos como o cálcio», afirmou, salientando que, se ligasse a água fornecida à clínica sem qualquer tratamento prévio «matávamos pessoas em menos de meia- hora».
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.