África poderá ter 25 milhões de refugiados ambientais

Dia Mundial de Luta Contra a Desertificação e a Seca

16 junho 2003
  |  Partilhar:

África subsaariana poderá registar 25 milhões de refugiados ambientais até 2023, alertou o secretário-geral da ONU numa mensagem alusiva ao Dia Mundial de Luta Contra a Desertificação e a Seca, que é hoje assinalado.
 

 

Na mensagem, Kofi Annan salienta que a desertificação e a seca constituem «uma ameaça crescente para o mundo inteiro», destacando que é na África subsaariana que o problema é mais grave.
 

 

O secretário-geral das Nações Unidas sublinha que actividades humanas como a «exploração excessiva das terras, o sobrepastoreio, a desflorestação e os métodos de irrigação inadequados, associados às alterações climáticas, transformam as terras outrora férteis em terrenos estéreis e improdutivos».
 

 

«A superfície de terra arável por pessoa está a diminuir, ameaçando a segurança alimentar, em particular nas zonas rurais mais pobres e desencadeando crises económicas e humanitárias», acrescenta Annan.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.