ADN massifica-se

Já pensou em ter umas calças com o padrão do seu código genético? E o seu ADN exposto num quadro?

04 dezembro 2002
  |  Partilhar:

Muitos programas de televisão na Grã-Bretanha já apelaram ao exame de ADN com o objectivo de identificar pais que se recusavam a assumir os filhos. E são muitos os casos em que o ADN salvou inocentes injustamente condenados. Mas, agora, cientistas ingleses estão a usar os sinais de vida para criar o mais moderno nome de marca.
 

 

Se não sabia, passa a saber que o seu ADN pode ser gravado num colar de prata, no tecido em uma manta de lã ou estampado sobre uma tela de vidro feita à mão.
 

 

«Você é único. E esta é a único maneira de prová-lo», disse Neil Sullivan, chefe da Complement Genomics, uma empresa de Sunderland, na Inglaterra. Esta empresa de exames de ADN gere a denominada DegiNAgifts.com.
 

 

A empresa apresentou o site da firma na Conferência Internacional de Biotecnologia, em Londres, na semana passada. Sullivan disse, no entanto, que temia ser visto com ironia pelos geneticistas. Mas garantiu que o local onde a empresa foi apresentada firma ficou lotado. «Pensamos que considerariam isso banal, mas as pessoas ficaram fascinadas com a mistura de ciência e arte», afirmou à BBC.
 

 

Usando o kit da companhia, os clientes colheram amostras de saliva e escolheram o objecto a ser marcado com seu ADN. O material foi enviado para o laboratório com o pedido do cliente. Entre duas a oito semanas, o presente chega ao seu destino. Mas Sullivan alerta que a empresa está cheia de encomendas e pode haver atrasos.
 

 

Os padrões de DNA incrustados nos presentes não podem nunca ser usados para fins científicos. Sullivan disse ainda que o seu laboratório usa as marcas dos cromossomas no perfil do ADN como a base para um padrão. É depois dessa fase que é aumentado o tamanho dos códigos de barras do ADN.
 

 

Posteriormente, artesãos do norte da Inglaterra usam as informações para produzir à mão as jóias e os cristais. O preço dos presentes varia de cerca de 250 euros - um ADN emoldurado - a 5.900 euros - a tela de vidro. Se as vendas continuarem a subir, Sullivan planeia introduzir novas formas de colocar o «mapa da vida» em caixas de presentes, bem como criar uma linha de roupas e pinturas.
 

 

Traduzido e adaptado por:
 

Paula Pedro Martins
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.