ADN em pintura e escultura

Exposição sobre 50 anos da descoberta da dupla hélice em Lisboa

05 novembro 2003
  |  Partilhar:

Os 50 anos da descoberta da estrutura em dupla hélice do ADN, molécula que determina todas as características genéticas dos seres vivos, inspiraram sete pintores e escultores portugueses em trabalhos que serão expostos esta qarta-feira em Lisboa.A exposição de pintura e escultura «O DNA e os segredos da vida» estará patente até 05 de Dezembro na Faculdade de Ciências da universidade de Lisboa (FCUL).Trata-se de uma iniciativa conjunta da FCUL, do Instituto Gulbenkian de Ciência (IGC) e da Fundação Calouste Gulbenkian (FCG), com o apoio da Fundação para a Ciência e Tecnologia, inserida no programa de actividades comemorativas do primeiro cinquentenário da descoberta da dupla hélice.As obras expostas são da autoria de Catarina Coelho, Guida Casella, Inês Sénica, Marco Pires, Ocram Serya, Priscila Machado e Rita Portugal, sete artistas portugueses que se inspiraram em vários aspectos desta descoberta de grandes repercussões científicas.A 25 de Abril de 1953, a revista «Nature» publicou a estrutura em dupla hélice do ADN, fruto do trabalho de James Watson e Francis Crick, que revelou como é possível transmitir informação genética de uma geração para outra.Meio século depois de os cientistas terem descoberto a estrutura da dupla hélice, o ADN (ácido desoxirribonucleico) continua no centro da investigação, desde a biotecnologia à medicina, passando pela análise criminal e a antropologia.Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.