Adesivo ajuda a combater falta de desejo sexual em mulheres menopáusicas

Grã-Bretanha disponibiliza terapia no serviço público

26 março 2007
  |  Partilhar:

 

O serviço público de saúde da Grã-Bretanha (NHS- National Health Service) vai colocar à disposição das pacientes um adesivo que ajuda a combater a falta de desejo sexual em mulheres afectadas por este problema.
 

 

Será o primeiro tratamento para mulheres com pouco desejo sexual, mas o fabricante - Procter and Gamble - alega que este produto não será promovido como o equivalente feminino do Viagra.
 

 

O adesivo - denominado Intrinsa - estará disponível no serviço público em Abril, mas apenas com prescrição médica e destinado a mulheres que tiveram menopausa precoce.
 

 

O Intrinsa é um adesivo transparente usado no abdómen, o qual liberta uma pequena dose de testosterona. Testes com mais de 500 mulheres submetidas a Histerectomia mostraram que o adesivo provocou um aumento de 74% em relação à questão “sexo satisfatório”.
 

 

Nick Panay, do grupo britânico de apoio a mulheres com menopausa precoce Daisy Network, afirmou à BBC que o baixo desejo sexual em mulheres que passaram por estas cirurgias (ovariohisterectomia) pode causar um grande sofrimento nas relações conjugais.
 

 

"O Intrinsa oferece uma verdadeira esperança médica a estas mulheres, já que os estudos demonstram que o uso do adesivo aumenta o desejo sexual e a actividade sexual satisfatória, enquanto reduz o sofrimento associado", disse.
 

 

No entanto, os especialistas reforçam o facto deste medicamento não tratar as "razões complexas" da queda do desejo sexual.
 

 

MNI-Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.