Actividade gripal "com tendência decrescente" em Portugal

Nota informativa da Direcção Geral de Saúde

21 fevereiro 2011
  |  Partilhar:

A actividade gripal em Portugal está a apresentar uma “tendência decrescente”, embora continue a predominar o vírus da gripe A, responsável por mais de 90% dos internamentos, anunciou a Direcção-Geral da Saúde (DGS).

 

De acordo com a mesma nota da DGS, desde o início da época gripal (Outubro de 2010) foram registadas 31 mortos e notificados 272 internamentos hospitalares por gripe (121 nos Cuidados Intensivos), e desse total, mais de 90% foi provocado pelo vírus Influenza A (H1N1). “À semelhança do que está a acontecer no resto da Europa, os vírus circulantes identificados em Portugal são predominantemente do tipo A (H1N1) 2009”, refere a DGS em comunicado, citado pela agência Lusa.

 

A DGS continua a recomendar a vacina sazonal (trivalente) desta época, assegurando que “é eficaz contra os vírus da gripe que circulam actualmente”, sendo que, “a vacina monovalente com o vírus A (H1N1) 2009 também induz protecção contra esta estirpe”.

 

Na época gripal passada foram registados cerca de um milhão de casos de gripe A em Portugal, que levaram a 1.436 internamentos. A esmagadora maioria dos casos foram ligeiros e moderados, mas ainda assim houve 193 doentes admitidos em cuidados intensivos e 124 mortes.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.