Actividade física reduz o efeito que o sal tem na pressão arterial

Estudo apresentado no American Heart Association's

28 março 2011
  |  Partilhar:

A prática de exercício físico reduz o efeito que o sal provoca na pressão arterial sanguínea, revela um estudo apresentado num congresso científico da American Heart Association's, nos EUA. Os resultados deste estudo mostram que quanto maior é a prática de exercício físico, menor é o aumento da pressão arterial sanguínea em resposta a uma dieta com elevado teor de sal.
 

Para o estudo, os investigadores da Tulane University School of Public Health & Tropical Medicine, em Nova Orleães, EUA, compararam ao longo de duas semanas a pressão arterial de 1.906 participantes que tinham, durante uma semana, adoptado uma dieta com baixo teor de sal (3.000 mg/dia) e na semana seguinte uma dieta rica em sal (18.000 mg/dia). De acordo com a American Heart Association, o consumo de sal deve ser inferior a 1.500 mg/dia.
 

Se a pressão sistólica média de uma pessoa aumentava cerca de 5% ou mais, devido a uma alteração de uma dieta pobre para uma dieta rica em sal, os investigadores consideravam que o participante em questão era muito sensível ao sal.
 

De acordo com um questionário que avaliava a actividade física, os investigadores dividiram os participantes em quatro grupos distintos, que variava entre os fisicamente muito activos até aos bastante sedentários.
 

O estudo revelou que, em média, o aumento da pressão arterial sistólica após a alteração de uma dieta pobre para uma dieta rica em sal, tendo em conta a idade e o sexo dos pacientes, foi de 5,27 mm Hg para ao grupo mais sedentário, 5,07 mm Hg para o grupo que praticava pouca actividade física, 4,93 mm Hg para o grupo de participantes que praticava algum exercício físico e 3,88 mm Hg para os fisicamente mais activos.
 

Em comparação com o grupo mais sedentário, a probabilidade de ser sensível ao sal, de acordo com a idade e o sexo do paciente diminui 10% no grupo que praticava pouca actividade, 17% o grupo de participantes que praticava algum exercício físico e 38% para os fisicamente mais activos.
 

De acordo com o líder da investigação Casey M. Rebholz, os “pacientes deveriam ser aconselhados a aumentar a sua actividade física e a diminuir o seu consumo de sal.” Acrescentando que, a restrição de sal é particularmente importante na redução da pressão arterial nas pessoas mais sedentárias.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.