Acne é típica da cultura ocidental

Alimentação rica em gorduras e hidratos de carbono favorece aparecimento das borbulhas

22 janeiro 2003
  |  Partilhar:

O consumo regular de pão, tortas, salgados e outros produtos característicos da cultura ocidental pode provocar acne.
 

 

Para comprovar que a presença das borbulhas - características da adolescência – se deve à alimentação ocidental, a equipa de Loren Cordain, professor de saúde e ciência do exercício na Universidade Estadual do Colorado, em Fort Collins, nos EUA, estudou duas novas populações não submetidas aos costumes dos países ditos «desenvolvidos»: os Kitavan, da Papua-Nova Guiné, e os Ache, do Paraguai.
 

 

Na edição de Dezembro do Archives of Dematology, os autores informaram não terem encontraram provas da presença de acne entre 1.200 Kitavans com 10 anos de idade ou mais, incluindo 300 que pertenciam à faixa etária de 15 a 25 anos. A dieta básica desse povo é composta por fruta, peixe, tubérculos e cocos. Os Kivatans quase não comem cereais ou açúcar refinado.
 

 

Os investigadores também não encontraram indícios de acne entre 115 Ache, entre os quais 15 na faixa etária de 15 a 25 anos. A dieta dessa população consiste em mandioca, amendoins, milho e arroz, além de alguns tipos de caça. Apenas cerca de oito por cento da alimentação era formada por alimentos ocidentais, como macarrão, açúcar e pão.
 

 

Estudos anteriores também verificaram que a acne é rara ou inexistente entre pessoas que vivem em culturas não industrializadas, mas tende a aparecer quando ocorrem mudanças para uma estilo de vida ocidental, indicou o estudo.
 

 

As investigações indicaram que, nas culturas ocidentais, a acne afecta de 79 a 95 por cento dos adolescentes e persiste até a meia-idade em 12 por cento das mulheres e três por cento dos homens.
 

 

Os factores genéticos interferem no problema, mas os autores lembraram que outros grupos de habitantes de ilhas do Pacífico e índios da América dos Sul que integram culturas mais ocidentalizadas têm altas taxas de acne.
 

 

Os investigadores concentraram a análise sobre as diferenças ambientais que poderiam contribuir para a manifestação do problema.
 

 

Segundo o cientista, existem provas de que os hidratos de carbono com grande carga glicémica - capazes de aumentar os níveis de açúcar no sangue - «detonam um série de alterações hormonais associadas ao desenvolvimento da acne.»
 

 

Taxas elevadas de açúcar no sangue aumentam a produção de insulina, o que afecta outras hormonas que poderiam provocar a produção de oleosidade excessiva na pele, bloqueio dos poros e o desenvolvimento de bactérias que causam a acne, disse o especialista.
 

 

Esse tipo de alimento inclui cereais, pão, bolos e biscoitos, salgados e doces em geral. Frutas e vegetais, com baixa carga glicémica, poderiam oferecer uma nova opção de tratamento para as pessoas afectadas pela acne, sugeriu Cordain. Essa hipótese ainda deve ser comprovada, observaram os autores do artigo científico.
 

 

Traduzido e adaptado por:
 

Paula Pedro Martins
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.