Ácidos gordos polinsaturados reduzem risco de doença coronária

Estudo publicado na revista “Arteriosclerosis, Thrombosis & Vascular Biology”

03 outubro 2014
  |  Partilhar:

A adoção de uma dieta rica em ácidos gordos polinsaturados pode reduzir o risco de doença coronária, revela um estudo publicado na revista “Arteriosclerosis, Thrombosis & Vascular Biology”.
 

Estudos recentes não têm encontrado qualquer associação entre o consumo de gorduras saturadas e o risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Ao que parece, reduzir o consumo de gorduras saturadas não reduz o risco de desenvolvimento deste tipo de doenças. Outros estudos também constataram que o risco de doenças cardiovasculares reduzia quando as gorduras saturadas eram substituídas pelas insaturadas.
 

Neste estudo, uma equipa de investigadores finlandeses analisou os hábitos dietéticos de 1.981 homens com idades compreendidas entre os 42 e os 60 anos. Durante o período de acompanhamento, que teve uma duração de 21,4 anos, 565 homens foram diagnosticados com doença coronária. Destes, 183 sofreram eventos cardíacos que resultaram em morte.
 

Os investigadores utilizaram modelos de substituição computacionais para estudar como a substituição de ácidos gordos, por outros tipos de ácidos de gordos ou hidratos de carbono, afetava o risco de doença coronária.
 

O estudo apurou que o consumo de ácidos gordos insaturados estava associado à redução do risco de morrer por doença cardíaca, independentemente do facto de terem substituído as gorduras saturadas, trans ou hidratos de carbono. Contudo, a substituição dos ácidos gordos saturados pelos hidratos de carbono não afetou o risco de doença cardíaca. Adicionalmente, a qualidade dos hidratos de carbono, medida através do índice glicémico, foi irrelevante para estes modelos de substituição. No entanto, os investigadores ficaram surpresos ao verificarem que o consumo de ácidos gordos monossaturados estava associado a um aumento do risco.
 

De acordo com os investigadores, este estudo fornece assim uma nova visão de como os diferentes ácidos afetam o risco da doença coronária e, tal como os estudos anteriores, mostra que o risco de doenças cardiovasculares pode ser reduzido pela substituição das gorduras saturadas pelas polinsaturadas.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.