Ácido fólico tomado um ano antes da gravidez reduz parto prematuro

Estudo da University of Texas

11 fevereiro 2008
  |  Partilhar:

Tomar suplementos de ácido fólico no ano anterior à gravidez pode reduzir em cerca de 70% o risco de parto prematuro, de acordo com um novo estudo apresentado no encontro anual da Society for Maternal-Fetal Medicine dos EUA.
 

 

A equipa, coordenada por Radek Bukowski, da University of Texas, EUA, usou os dados relativos a 38.033 mulheres grávidas entre 1999 e 2002, disponibilizados pelos institutos nacionais de Saúde norte-americanos. Avaliou a quantidade de ácido fólico que tomaram e concluiu que a ingestão desta substância, no ano anterior à gravidez, reduz em cerca de 70% o risco de parto prematuro, entre as 20 e as 28 semanas de gravidez.
 

 

Além disso, verificou-se também uma diminuição de 50% dos casos de bebés nascidos entre as 28 e as 32 semanas. São considerados bebés prematuros todos os que nascem mais de três semanas antes da data prevista, que é de 40 semanas.
 

 

O ácido fólico, que é a forma sintética da vitamina B9, pode ser encontrado em diversos vegetais e frutas, mas também no feijão, nos cereais ou em suplementos vitamínicos. A sua ingestão por parte das mulheres grávidas tem sido recomendada pelos médicos, para precaver malformações como a espinha bífida.
 

 

Fontes: Público e Imprensa Internacional
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.