Ácido fólico pode aumentar qualidade dos espermatozóides

Estudo apresentado na revista “Human Reproduction”

20 abril 2008
  |  Partilhar:

Uma dieta rica em ácido fólico pode aumentar a qualidade dos espermatozóides, impedindo anormalidades nos cromossomas, sugere um estudo da University of California, em Berkeley, publicado na revista “Human Reproduction”.
 

 

A equipa de Berkeley analisou amostras de espermatozóides de 97 homens saudáveis, não-fumadores, com idades entre 22 e 80 anos, tendo efectuado questionários sobre a ingestão de zinco, ácido fólico, vitaminas C e E e beta-caroteno.
 

 

Depois de ter em conta factores como idade, consumo de bebidas alcoólicas e histórico médico, os cientistas constataram que os homens com maior ingestão de ácido fólico tinham um nível 19% mais baixo de espermatozóides - com número anormal de cromossomas - em relação aos homens que ingeriram uma quantidade moderada de ácido fólico, e 20% menor em relação a homens com baixa ingestão de ácido fólico.
 

 

"Aumentar a ingestão de ácido fólico pode ser tão simples quanto tomar um suplemento vitamínico com, pelo menos, 400 micro-gramas de ácido fólico ou comer ao pequeno-almoço cereais reforçados com 100% da Ingestão Diária Recomendada (IDR) de ácido fólico. Além disso, as verduras tais como o espinafre podem conter até 100 micro-gramas de ácido fólico por porção", explicou Suzanne Young, coordenadora do estudo.
 

 

A investigadora chama, no entanto, a atenção para o facto de o estudo ter apenas encontrado uma ligação e não uma relação de causa e efeito entre ácido fólico e anormalidades cromossómicas.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.