Ácido fólico não impede o reaparecimento de pólipos no cólon

Estudo publicado no “American Journal of Clinical Nutrition”

07 dezembro 2009
  |  Partilhar:

A toma de suplementos de ácido fólico não evita o reaparecimento dos pólipos no cólon mas parece ajudar as pessoas que têm baixos níveis de vitamina B no sangue, sugere um estudo publicado no “American Journal of Clinical Nutrition”.

 

Estes pólipos, ou adenomas, podem transformar-se em tumores caso não sejam detectados e removidos atempadamente. Estudos anteriores tinham demonstrado que os folatos desempenhavam um papel importante na protecção do desenvolvimento do cancro do cólon. No entanto, já não é tão claro qual o papel dos suplementos do ácido fólico no reaparecimento de adenomas.

 

De facto, existe um estudo que concluía que os indivíduos que tomavam suplementos de ácido fólico tinham uma probabilidade maior de terem adenomas recorrentes do que os indivíduos aos quais tinha sido administrado um placebo.

 

De forma a esclarecer esta questão,os investigadores da Harvard School of Public Health, nos EUA, contaram com a participação de cerca de 700 homens e mulheres que foram divididos em dois grupos distintos: um grupo ao qual foi administrado 1mg de ácido fólico por dia e um outro, o grupo de controlo, ao qual foi administrado um placebo. Todos os participantes tinham sido diagnosticados com pólipos no cólon.

 

Durante o período de acompanhamento, que teve uma duração de cerca de seis anos e meio, os investigadores constataram que 62 indivíduos aos quais tinha sido administrado ácido fólico e 72 do grupo de controlo desenvolveram pólipos recorrentes. O que, de acordo com os autores do estudo, não representa uma diferença estatisticamente significativa.

 

No entanto, o estudo revelou que a ingestão de ácido fólico reduzia em cerca de 40% o risco de adenomas recorrentes nos indivíduos que apresentavam, no início do estudo, baixas concentrações de folato no sangue. Este efeito protector era particularmente evidente entre os indivíduos que consumiam mais álcool, o que está de acordo com o previsto, dado que o álcool é conhecido por diminuir os níveis de folato.

 

Os investigadores concluem, assim, que a toma de suplementos de ácido fólico "pode ser benéfica" para os indivíduos que bebem muito álcool e têm baixos níveis da vitamina B.

 

Em comunicado de imprensa, o líder da investigação, Kana Wu, aconselha os adultos a não consumirem mais de 1 mg de folato por dia. Embora os suplementos de folato sejam recomendados às grávidas e pessoas com deficiência de folato, "é necessária mais investigação para estabelecer o efeito que elevadas doses de suplementos de ácido fólico têm na saúde dos adultos no que diz respeito à prevenção de determinadas doenças ou se pode até ser prejudicial", acrescentou.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.