Ácido fólico não apresenta benefícios para o coração

Estudo publicado nos “Archives of Internal Medicine”

19 outubro 2010
  |  Partilhar:

Apesar da redução dos níveis de uma proteína associada à doença cardíaca, os suplementos que contêm o ácido fólico não reduzem o risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares, morte, ou cancro, segundo um novo estudo publicado nos “Archives of Internal Medicine”.

 

A toma de ácido fólico pela grávida é bem conhecida por prevenir o desenvolvimento de problemas relacionados com o tubo neural, como a espinha bífida, no bebé. Por outro lado, como também é capaz de reduzir os níveis da homocisteína no sangue, uma proteína associada com o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, alguns cientistas colocaram a hipótese de estes suplementos diminuírem o risco de doenças cardiovasculares, acidente vascular cerebral (AVC) e cancro.

 

De forma a validar esta hipótese, os investigadores University of Oxford, no Reino Unido, analisaram os dados de 37.485 indivíduos que participaram em estudos que comparam o efeito da toma de ácido fólico em comparação com a toma de um placebo.

 

Os investigadores constataram que durante 5 anos houve 9.326 eventos coronários, 3.010 pacientes desenvolveram cancro e 5.125 pessoas faleceram.

 

Apesar da toma de ácido fólico diminuir para cerca de 25% os níveis de homocisteína, o risco de estes participantes sofrerem um enfarte agudo do miocárdio ou um AVC foi semelhante aos que tomaram o placebo, 24,9% e 24,8%, respectivamente.

 

Os investigadores verificaram ainda que não houve uma diferença significativa no que respeita ao desenvolvimento de cancro (8,7 % contra 8,2 %) ou de morte (13,8 % versus 13,6 %).

 

Os cientistas reconheceram que algum do benefício da toma de ácido fólico pode surgir após os cinco anos – o período de duração do estudo – mas, a maioria dos benefícios protectores dos medicamentos surgem poucos anos após o tratamento.

 

Em comunicado de imprensa, os autores do estudo revelam que "embora a falta de quaisquer outros benefícios [excepto prevenir defeitos do tubo neural] seja decepcionante, a ausência de quaisquer efeitos adversos significativos sobre problemas vasculares, a incidência de cancro, a mortalidade por cancro e a mortalidade em geral fornece garantias sobre a segurança da toma de ácido fólico.”

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.