Ácido acetilsalicílico reduz risco de cancro do estômago

Estudo publicado no “British Journal of Cancer”

11 fevereiro 2009
  |  Partilhar:

O uso de certos fármacos anti-inflamatórios não esteróides (AINEs) (em especial, o ácido acetilsalicílico) parece reduzir em um terço o risco de desenvolver certos tipos de cancro do estômago, sugere um estudo publicado no “British Journal of Cancer”.
 

 

O estudo, liderado por Christian Abnet, do National Cancer Institute em Maryland, nos EUA, avaliou 311 115 pessoas, com idade superior a 50 anos, ao longo de sete anos.
 

 

Dos avaliados, 73% tomaram ácido acetilsalicílico e 56% recorreram a outros AINEs, pelo menos uma vez, nos 12 meses anteriores ao início da investigação. Um quarto dos voluntários disse tomar diariamente ácido acetilsalicílico e 10% referiu tomar outros anti-inflamatórios.
 

 

De acordo com o trabalho, as pessoas que tomaram pelo menos um comprimido de ácido acetilsalicílico no ano anterior à pesquisa apresentaram um risco 36% menor de desenvolver cancro do estômago do que as pessoas pertencentes ao grupo que não tomou o fármaco com tanta frequência.
 

 

Esta possível protecção do ácido acetilsalicílico não contemplou o cancro do cárdia (abertura superior do estômago) nem do esófago.
 

 

Contudo, os autores do estudo avisam a população para o facto de os benefícios do uso diário de ácido acetilsalicílico não superarem os riscos. Por isso, advertem que se deve consulte o médico antes de se tomar este tipo de fármacos com frequência.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.