Acidentes rodoviários matam 1,27 milhões no mundo

Relatório da Organização Mundial de Saúde

16 junho 2009
  |  Partilhar:

Um relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS) publicado esta semana refere que metade dos mortos em acidentes rodoviários diz respeito a peões, ciclistas e motociclistas. Todos os anos 1,27 milhões de pessoas morrem e entre 20 e 50 milhões ficam feridas na sequência de acidentes na estrada.

 

O relatório global sobre segurança rodoviária da OMS, assente em dados e inquéritos realizados no ano passado em 178 países (o correspondente a 98% da população mundial), indica que, sem medidas imediatas, os acidentes rodoviários serão a quinta causa de morte em 2030. Em 2004, eram a nona causa, sendo ambas as listas lideradas pelas doenças cardiovasculares.

 

Os acidentes na estrada são uma das três principais causas de morte entre os cinco e os 44 anos, provocando perdas globais na ordem dos 374 mil milhões de euros e custos entre 1 e 3% do Produto Interno Bruto (PIB) de cada país.

 

O documento sublinha ainda que 91% das mortes mundiais na estrada ocorrem em países pobres e com rendimentos médios. Nos países mais ricos, registam-se 10,3 mortes por 100 mil habitantes. Entre os países com mais mortes estão a China, EUA, Indonésia, Egipto, Brasil e Federação Russa, enquanto as taxas mais baixas são registadas na Holanda, Reino Unido e Suécia, mas, neste último país, os acidentes ainda são responsáveis por 20% das mortes entre os cinco e os 19 anos.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.