Acidentes de trabalho levam ao absentismo e a perdas económicas

Mais de 7,5 milhões de horas laborais perdidas em 2000

27 abril 2003
  |  Partilhar:

Os acidentes de trabalho foram a causa de 6,5 por cento do absentismo em 2000, implicando a perda de 7,5 milhões de horas e um custo total de 183 milhões de euros para as empresas, refere estudo do Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho (IDICT).
 

 

Apesar do número de acidentes laborais ter decrescido entre 1996 e 1999 - de 65.848 para 58.944 - este continua a ser uma das principais causas de absentismo no trabalho, com elevados custos directos e indirectos, mas as empresas continuam a investir menos de um por cento na higiene, segurança e saúde no trabalho.
 

 

Segundo o estudo sobre as Condições de Trabalho e o Absentismo, a indústria transformadora foi o sector mais afectado pelo absentismo devido a acidentes de trabalho, seguido pelo sector do transporte, armazenamento e comunicações.
 

 

Segundo o presidente do IDICT, João Veiga e Moura, este estudo pretende alertar as pessoas para os custos, directos e indirectos dos acidentes de trabalho, de modo a apostarem cada vez mais na prevenção.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.