Abuso de metanfetaminas pode aumentar risco de Parkinson

Estudo do Center for Addiction and Mental Health de Toronto

03 agosto 2011
  |  Partilhar:

As pessoas que abusam da metanfetamina e de outros estimulantes estão em maior risco de desenvolverem doença de Parkinson, adverte um estudo recente.

 

Os investigadores analisaram os registos médicos de 40.472 pessoas, com mais de 30 anos, na Califórnia, que tinham sido hospitalizadas por perturbações causadas pelo uso de metanfetaminas ou anfetaminas, entre 1990 e 2005.

 

Estes pacientes foram comparados com 207.831 pessoas sem a dependência que foram hospitalizadas com apendicite, e 35,335 indivíduos internados por uso de cocaína, todos durante o mesmo período.

 

Os pacientes com distúrbios por uso de metanfetaminas ou anfetaminas foram 76% mais propensos a desenvolver a doença de Parkinson do que aqueles que não usavam essas drogas. Isso significa, segundo o comunicado de imprensa, que em dez anos, 21 em cada 10 mil pessoas com dependência de metanfetamina ou anfetamina desenvolverão Parkinson, em comparação com 12 em cada 10 mil pessoas na população em geral. "Este estudo fornece, pela primeira vez, provas desta associação, embora já suspeitássemos há 30 anos", disse, em comunicado de imprensa do Center for Addiction and Mental Health, em Toronto, Canadá, o líder da investigação, Russell Callaghan.

 

A doença de Parkinson resulta de baixos níveis de dopamina no cérebro. Estudos em animais mostraram que a metanfetamina danifica as áreas do cérebro que produzem dopamina. "É importante que a população saiba que os nossos resultados não se aplicam a doentes que tomam anfetaminas para fins médicos, como para o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperactividade (TDAH), uma vez que esses pacientes usam doses muito mais baixas de anfetaminas do que as tomadas pelos pacientes do nosso estudo", advertiu, em comunicado de imprensa, Stephen Kish, co-autor e cientista do centro.

 

A metanfetamina e estimulantes semelhantes são a segunda droga ilegal mais utilizada no mundo.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.