Aborto leva três jovens por dia aos hospitais

Relatório da Direcção-Geral da Saúde

04 fevereiro 2005
  |  Partilhar:

 

 

O aborto clandestino levou em 2003 aos hospitais portugueses uma média de três jovens por dia, segundo um relatório da Direcção-Geral da Saúde.
 

 

Num seminário sobre «Os jovens e a sexualidade» que decorreu na semana passada na Gulbenkian, em Lisboa, foram divulgados dados sobre o aborto clandestino em Portugal, retirados do Relatório de Registos dos Episódios de Internamento da Divisão de Saúde Materno-Infantil e dos Adolescentes, referentes ao ano de 2003.
 

 

Segundo esse relatório, nesse ano deram entrada nos hospitais 1.019 casos de aborto «fora do quadro legal», ou seja clandestinos, devido a complicações. Porém, de acordo com os mesmos dados, o real número de abortos ilegais praticados em Portugal é «desconhecido», uma vez que nos hospitais dão entrada os casos com complicações.
 

 

A inexistência de dados relativos às práticas sexuais começa logo na educação sexual, uma vez que - segundo o Instituto - «não foi possível ao Ministério da Educação comunicar ao ISEG em tempo útil, o estado e avaliação da educação sexual nas escolas, assim como o resultado dos protocolos» entre o Ministério e entidades como a Associação para o Planeamento da Família ou a Fundação Portuguesa da Comunidade da Luta Contra a Sida.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.