Aborto espontâneo afasta casal

Estudo relaciona distância entre parceiros com interrupção de gravidez

14 outubro 2003
  |  Partilhar:

Um ano depois de terem abortado espontaneamente, um terço das mulheres diz que os seus companheiros se tornaram mais distantes, mostrando que situações como essa podem evidenciar a incapacidade de convivência do casal, segundo um estudo da Universidade de Washington, nos EUA.«Parece que, quando o aborto afecta os casais, ele pode estimular o crescimento ou, por outro lado, desenterrar a incapacidade de suportar um ao outro em tempos difíceis», diz Kristen M. Swanson, autora do estudo.Os outros dois terços das mulheres dizem que o aborto não alterou a sua rotina ou que a melhorou, facto que, segundo Swanson, se deve a condições especiais, como já ter tido filhos antes do aborto ou de já ter enfrentado uma interrupção de gravidez antes.A equipa entrevistou 185 mulheres quatro vezes num período de um ano após os abortos espontâneos, questionando-as sobre a vida sexual e os relacionamentos. Quase todos os pares eram heterossexuais, e mais de 90 por cento deles eram casados. Os investigadores não entrevistaram os parceiros das mulheres avaliadas.«Aquelas cujos relacionamentos consideraram mais distantes temiam tentar voltar a engravidar, eram incapazes de dividir as suas perdas com os parceiros e experimentavam mais tensão e menos amor, comunicação e apoio dos seus companheiros. As mulheres distantes sexualmente experimentavam menos desejo, evitavam o sexo e o viam-no como um lembrança da perda e como uma fonte de tensão», diz Swanson.Os distúrbios nos relacionamentos estavam associados com um aumento de perturbação emocional, como depressão, ansiedade, confusão e raiva. As mulheres que tiveram abortos espontâneos tendiam a ver o facto como uma grande perda, uma situação devastadora, diziam ter perdido um bebé e que se sentiam mais isoladas.Traduzido e adaptado por:Paula Pedro MartinsJornalistaMNI-Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.