Abordagem mais agressiva ao cancro do pâncreas aumenta taxa de cura

Dados do Hospital de Santo António

06 abril 2006
  |  Partilhar:

 

Uma nova abordagem no tratamento do cancro do pâncreas, que conjuga cirurgia com quimioterapia e radioterapia, permitiu aumentar em dez por cento a taxa de sucesso no combate à doença, segundo fonte do Hospital de Santo António.
 

 

Com a introdução nos procedimentos "standard" do Santo António da nova e "muito mais agressiva" estratégia concertada entre cirurgia, quimioterapia e radioterapia (defendida por investigadores europeus) foi possível aumentar a taxa de cura de duas formas.
 

 

Por um lado, explicou Vítor Ribeiro, director do departamento de cirurgia daquele hospital do Porto, o tratamento cirúrgico inicial pode depois ser potenciado com os outros tratamentos de quimio e radioterapia, enquanto noutros casos se usam estes últimos para "reduzir a doença" em pessoas que não tinham possibilidade de ser tratados cirurgicamente, para depois se completar o tratamento com a cirurgia. Vítor Ribeiro falou à Lusa à margem das XXIV Jornadas Portuguesas de Cirurgia promovidas pelo Hospital de Santo António.
 

 

Fonte: Lusa
 

MNI- Médicos na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.