A telemedicina no arquipélago dos Açores

Até final de 2013 deverá estar disponível em todas as ilhas

11 junho 2014
  |  Partilhar:

O uso da telemedicina deverá estar disponível em todas as ilhas do arquipélago dos Açores até ao final de 2013, estima o Governo dos Açores.

 

Segundo declarações de uma fonte oficial da Secretaria Regional da Saúde á agência Lusa, “no quarto trimestre deste ano já se passarão a fazer consultas regulares recorrendo à telemedicina entre as unidades de saúde [das ilhas] e os hospitais da região, com a possibilidade da realização de alguns exames online”.

 

Atualmente, e segundo a tutela, o recurso à telemedicina, "é feito de uma forma pontual" entre o hospital da Terceira e a Unidade de Saúde de São Jorge na especialidade de nefrologia e entre o hospital de Ponta Delgada e o de Coimbra na área da pediatria. Nas outras ilhas, também se recorre "a formas de telemedicina", nomeadamente, "transmissão de exames de diagnóstico para avaliar a necessidade da realização das evacuações aéreas", acrescentou a fonte.

 

O Centro de Saúde de Santa Cruz das Flores, no grupo ocidental do arquipélago, começou a recorrer em 2003 às novas tecnologias de comunicação para assegurar o acompanhamento “na hora” por especialistas das consultas e exames realizados no seu centro de saúde.

 

"Atualmente, já se realiza o processo de referenciação dos doentes para consultas de especialidade através deste sistema informático" entre o hospital da Horta, no Faial, e a Unidade de Saúde do Pico, nas áreas da cirurgia e medicina, referiu a mesma fonte. A "introdução de uma aplicação informática” que já existia nos centros de saúde “e que agora foi implementada nos hospitais" irá permitir o uso generalizado da telemedicina.

 

Segundo a Secretaria Regional da Saúde, "a telemedicina já se realizou de uma forma regular entre o Centro de Saúde de Santa Cruz das Flores e o hospital do Porto através de um protocolo existente", admitindo que para generalizar o recurso àquela tecnologia no arquipélago "foi necessário encontrar uma solução técnica adequada".

 

"Desde há muito que se tem desenvolvido esforços para o recurso à telemedicina de forma regular", nos Açores, garantiu a secretaria regional, sublinhando a utilidade do projeto num território descontínuo como os Açores e que permite a otimização dos recursos, evitando deslocações por parte dos doentes.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.