A SIDA continua a aumentar e a matar

A Angola é um dos países que tem sentido na pele a força do vírus

12 agosto 2003
  |  Partilhar:

Angola é um país com sérios problemas. Se até ao momento uma dessas preocupações era com o vírus da sida então ela vai aumentar. Segundo, o coordenador da Organização das Nações Unidas para o Combate à Sida (ONU-SIDA) em Angola, Alberto Stella, a Angola tem cerca de meio milhão de pessoas infectadas com o vírus do HIV/SID. O número mais alto regista-se na cidade de Luanda que regista 5% a 8% de casos. Com estes resultados esta região acarreta o maior número de pessoas infectadas com o vírus do HIV/SID.
 

 

Mas existem outras regiões que merecem uma atenção redobrada. Entre elas encontram-se as províncias fronteiriças, como Cabinda, Uíge, Zaire, Cunene e as Lundas. A razão do aumento nestas regiões prende-se sobretudo com o elevado fluxo migratório de estrangeiros.
 

 

Outra das características que contribui para o aumento do vírus da sida prende-se com a resistência ao uso de preservativo nas relações sexuais ocasionais, daí que a grande parte dos portadores do vírus contraíram-no por via heterossexual.
 

 

Segundo adianta o Jornal Digital cerca 42 milhões de pessoas, adultos e crianças, estão infectadas com SIDA em todo o mundo. A África Sub-sahariana é a região mais atingida, com 29,4 milhões de seropositivos.
 

 

Fonte: Diário Digital
 

 

Adriana José Oliveira
 

MNI – Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.