A saúde do marido piora quando a mulher trabalha muito

Mas a culpa não é da esposa... Saiba mais sobre este assunto que toca a todos.

18 agosto 2000
  |  Partilhar:

Um novo trabalho revela que quando a mulher trabalha mais de 40 horas por semana, a probabilidade de o seu marido estar de boa saúde diminui em 25%. No entanto, quando a mulher trabalha menos de 40 horas por semana não se registam efeitos negativos. Este trabalho foi conduzido por um grupo de sociologia da Universidade de Chicago, nos Estados Unidos, e foi apresentado na reunião da Associação Americana de Sociólogos, em Washington DC, no passado dia 16 de Agosto.
 

 

Estes investigadores utilizaram os dados de quase 3.000 casais que tinham sido entrevistados por outros motivos pelo Instituto Nacional Americano de Saúde ("National Institutes of Health, NIH").
 

 

Este estudo também revelou que as mulheres são melhores a construir relações sociais do que os homens. Isto é importante porque encontros regulares com a família e amigos são um modo muito importante de reduzir o stress. Além disso, as mulheres são melhores a convencer os homens para visitarem um médico e a terem cuidado consigo próprios.
 

 

Uma das coisas piores que um homem pode fazer, para a sua saúde, é divorciar-se. Isto porque os homens não são tão bons como as suas mulheres a estabelecer contactos sociais. Perder contactos sociais provoca deterioração na saúde do homem, um efeito que é, aliás, muito rápido.
 

 

A principal conclusão deste trabalho é que a saúde dos maridos é muito mais dependente das suas esposas do que a saúde das mulheres é dependente dos seus maridos.
 

 

O resultado mais surpreendente deste trabalho foi o do efeito do trabalho da mulher na sua própria saúde. Resultados anteriores tinham sugerido que qualquer forma de emprego era benéfico para a mulher. No entanto, este estudo mostrou que quer a mulher esteja empregada a tempo inteiro ou não, não se verificaram efeitos sobre a sua saúde. No entanto, tanto a saúde da mulher como do marido, pioram quando o marido perde o emprego. Aliás, já se sabia há muito que o desemprego é um factor danificante da saúde do homem.
 

 

Outro resultado interessante é que tanto a saúde do marido como da sua esposa melhoram quando o marido trabalham mais de 16 horas por dia. E mais- quando o marido trabalha demais não parece haver efeitos negativos para a sua esposa ou para si próprio!
 

 

Parece que marido e esposa assumem papeis diferentes perante a saúde: a mulher presta atenção à saúde e bem-estar da família, enquanto os homens tendem a ignorar a sua saúde.
 

 

Fonte: CNN

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.