A eficácia das vacinas contra a tuberculose

Cientistas portugueses desvendam um dos mais antigos enigmas da doença

03 março 2004
  |  Partilhar:

Um grupo de cientistas portugueses desvendou, através de um modelo matemático, um dos maiores enigmas sobre a tuberculose, interpretando a diferente eficácia da vacina no mundo, o que poderá conduzir a uma maior protecção contra a doença.A tuberculose afecta todo o planeta, estimando-se que um terço da população mundial tenha sido já infectada. Portugal é o país da União Europeia com maior incidência da doença (47 casos por 100 mil habitantes).Os investigadores do Grupo de Epidemiologia Teórica do Instituto Gulbenkian de Ciência - em colaboração com colegas das Universidades de Lisboa e de Warwick (Reino Unido) - trabalharam sobre uma das mais antigas dúvidas relacionadas com a tuberculose e interpretaram a diferente eficácia da vacina contra a doença.A equipa portuguesa quis saber a razão porque a vacina contra a tuberculose tem uma eficácia tão variável consoante a região geográfica. Por exemplo: a vacina de Bacille Calmette-Guérin (BCG) tem uma eficácia de 80 por cento no Reino Unido e de zero por cento na Índia.Há mais de 30 anos que a comunidade científica debate o papel de factores socio-económicos, genéticos e ambientais nesta variabilidade. Os cientistas portugueses conseguiram, através de um modelo matemático, interpretar a eficácia da vacina consoante os factores sócio-económicos que afectam a propagação dos agentes infecciosos: densidade populacional, acesso a cuidados de saúde, higiene e nutrição.A descoberta dos cientistas portugueses irá ser muito importante para prevenir a tuberculose, uma vez que os laboratórios poderão produzir o produto adaptado às populações em que será administrado. Isto significa que a vacina que irá ser administrada na população indiana será diferente da que irão receber os britânicos.Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.