A doença de Alzheimer e a importância da hereditariedade

Estudo publicado na revista “JAMA Neurology”

01 março 2018
  |  Partilhar:
Um novo estudo demonstrou que quanto mais perto um indivíduo estiver da idade em que um dos seus pais exibiu os primeiros sintomas da doença de Alzheimer, mais probabilidades apresenta de ter placas de beta-amiloide.
 
A acumulação de placas de proteína beta-amiloide são a causa do declínio cognitivo associado à doença de Alzheimer.
 
O estudo que foi liderado pela investigadora Sylvia Villeneuve, do Instituto da Universidade Douglas de Saúde Mental, no Quebeque, Canadá, demonstrou que a diferença entre a idade de um indivíduo e a do seu progenitor na altura em que se tenha iniciado a doença é um fator de risco mais importante do que a idade do indivíduo em si.
 
“Um indivíduo de 60 anos cuja mãe tenha desenvolvido Alzheimer aos 63 anos é mais propenso a ter placas de amiloide no seu cérebro do que um de 70 anos cuja mãe tenha desenvolvido a doença com 85 anos de idade”, explicou a investigadora.
 
A equipa de Sylvia Villeneuve recrutou uma coorte de 101 indivíduos, aos quais foram recolhidas amostras de fluído cefalorraquidiano e se analisou alterações no biomarcador amiloide.
 
Foi observado que a ligação entre a idade do progenitor e as acumulações de beta-amiloide é mais forte nas mulheres do que nos homens, assim como nos portadores do gene ApoE4, que está ligado à Alzheimer. A equipa descobriu também que o impacto genético da Alzheimer é muito maior do que se pensava. 
 
Os investigadores replicaram os seus achados em dois grupos independentes de duas universidades norte-americanas, sendo um de 128 indivíduos e o outro de135. A equipa reproduziu ainda os resultados através de uma técnica de imagem que permite visualizar as placas de beta-amiloide diretamente nos cérebros de indivíduos vivos.
 
Este estudo poderá conduzir ao desenvolvimento de métodos não dispendiosos de identificação precoce da doença de Alzheimer em indivíduos de risco para a doença, para a qual não foi descoberto até à data, um tratamento verdadeiramente eficaz.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A. 
Partilhar:
Comentários 0 Comentar