37% dos idosos tomam medicação inadequada

Tese de investigadora da Faculdade de Farmácia de Lisboa

13 agosto 2009
  |  Partilhar:

Cerca de 37% dos doentes idosos tomam medicação inadequada, revela um estudo de uma investigadora da Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa.

 

A investigadora Maria Augusta Soares, na elaboração da sua tese de doutoramento, inquiriu 600 doentes de 15 farmácias. No estudo, a investigadora aferiu que determinados medicamentos,que deveriam ser evitados em idosos,estavam a ser utilizados em 37% dos casos analisados.

 

Em entrevista ao jornal “Diário de Notícias”, a investigadora explicou ainda que “5% dos idosos tomavam mais do que uma dose do mesmo medicamento ou de produtos quase iguais", alertando para o facto da duplicação acontecer sobretudo com calmantes e anti-inflamatórios, o que pode conduzir a reacções adversas.

 

A investigadora lembrou no seu estudo que os idosos têm características fisiológicas diferentes, sendo que o organismo é mais sensível e por isso tem mais dificuldade em eliminar determinados fármacos.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.