1º Encontro de Metastização Óssea

Novos fármacos devem ser melhor explicados, aconselha especialista

27 abril 2006
  |  Partilhar:

 

Durante o 1º Encontro de Metastização Óssea, que decorreu recentemente no Porto, o oncologista Luís Costa admitiu existir "algum défice de informação" na aplicação dos novos fármacos destinados aos doentes com cancro que sofrem da disseminação da doença nos ossos. No encontro participaram mais de 176 especialistas, provenientes de 36 países.
 

 

Apesar dos novos tratamentos já estarem disponíveis no mercado português, "é provável que haja algum défice de informação" no que se refere nomeadamente à sua aplicação e adequação a cada doente, reconheceu, o professor Luís Costa, director do Serviço de Oncologia do Hospital de Santa Maria, Lisboa.
 

 

"Talvez não estejam a ser usados com tanta perícia como deveriam, mas este encontro serve para explicar melhor como devem ser utilizados esses fármacos ", acrescentou.
 

 

Segundo disse, nos últimos anos a terapêutica das metástases ósseas foi alvo de investigação e avanços significativos que resultam na diminuição das complicações, designadamente ao nível das dores e fracturas, neste tipo de doentes.
 

No encontro discutiu-se a possibilidade de aplicar estes fármacos - bisfosfonatos - numa fase mais precoce da doença e fez-se o ponto da situação dos estudos clínicos em curso sobre a sua aplicação. Os bisfosfanatos são medicamentos que tornam mais lento o aparecimento de alterações ósseas, contribuindo para a redução da dor, aumentando a qualidade de vida do doente.
 

 

Fonte: Lusa
 

MNI- Médicos na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.