1316 portugueses mortos em consequência da vaga de calor

Autoridades admitem que algumas mortes podiam ter sido evitadas

22 agosto 2003
  |  Partilhar:

Em conferência de imprensa, os responsáveis do Instituto Ricardo Jorge, que fez as estimativas das mortes causada pela onda de calor, e o sub-director-geral de Saúde, Francisco George, afirmaram que o balanço ainda não está concluído mas admitem que algumas mortes podiam ter sido evitadas.
 

 

Os resultados deste relatório são provisórios, mas o subdirector-geral de Saúde garante que daqui a poucas semanas vai poder analisar se alguns dos casos mortais foram causados por falta de condições nos hospitais.
 

 

Apesar dos números avançados hoje, as autoridades dizem que esperavam uma mortalidade superior à registada, na ordem dos dois milhares.
 

 

Fonte: TSF

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.