“Viver com epilepsia… como sair da escuridão”

Campanha da responsabilidade da Liga Portuguesa Contra a Epilepsia

01 março 2012
  |  Partilhar:

A partir do dia 09 de março a Liga Portuguesa Contra a Epilepsia (LPCE) vai iniciar uma campanha de sensibilização nacional para os problemas causados pela doença, que afeta mais de 50 mil pessoas em Portugal.

 

Em declarações à agência Lusa, o presidente da LPCE, Francisco Sales, revelou que “o grande objetivo desta campanha é ajudar a uma desmistificação social da epilepsia. Existe um estigma e um peso histórico de 4000 anos” relativamente às pessoas que sofrem desta doença.

 

Assim, a campanha intitulada “Viver com epilepsia… como sair da escuridão”, “visa a desestigmatização social da doença e a disseminação de informações úteis, para o público em geral, sobre como lidar com a epilepsia”.

 

Beneficiando de “muitos apoios pessoais e de outras instituições”, o projeto inclui a produção de vídeos e exposições, entre outras ações, e vai ser divulgado no âmbito do 24.º Encontro Nacional de Epileptologia e das sextas Jornadas de Epilepsia, no auditório dos Hospitais da Universidade de Coimbra.

 

A epilepsia é uma doença neurológica que afeta pelo menos 50 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais 50 a 70 mil em Portugal.

 

“Ao longo dos tempos, as pessoas com epilepsia têm sido confrontadas com sentimentos de medo, discriminação e estigma, principalmente devido à falta de informação”, diz uma nota da Liga Portuguesa Contra a Epilepsia, uma organização científica que reúne médicos e outros técnicos.

 

Esta iniciativa integra-se na campanha mundial “Epilepsia fora das sombras”, lançada por três organizações: a Liga Internacional contra a Epilepsia (ILAE), o International Bureau for Epilepsy (IBE) e a Organização Mundial da Saúde (OMS).

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.