“O coração, o centro do nosso universo” transforma átrio dos Hospitais da Universidade de Coimbra

Exposição está disponível até 11 de Setembro

28 agosto 2012
  |  Partilhar:

Uma exposição intitulada “O coração, o centro do nosso universo” está a transformar temporariamente o átrio dos Hospitais da Universidade de Coimbra (HUC) num local diferente do habitual.

 

Dedicada ao Serviço de Cardiologia dos HUC, a exposição exibe uma retrospetiva histórica da cardiologia em Coimbra, bem como obras de pintura e escultura inspiradas no simbolismo do coração. Os visitantes terão, até 11 de Setembro, a oportunidade de apreciar instrumentos raros e centenários, filmes de procedimentos realizados no Centro de Cardiologia dos HUC e no Centro de Cirurgia Cardiotorácica dirigido por Manuel Antunes e obras de artistas plásticos conceituados.

 

Comissariada por Olga Seco, a mostra é financiada pelo mecenato. Alguns dos instrumentos curiosos que integram a exposição incluem em eletrocardiógrafo “Sanborn”, datado do final dos anos 20 do século passado e cujas dimensões contrastam com as dos aparelhos equivalentes atuais que se podem transportar no bolso, e o primeiro “holter”, o primeiro eletrocardiograma de registo contínuo usado mundialmente.

 

Na área das artes plásticas podem-se apreciar obras de pintura e escultura de Albuquerque Mendes, Carlos Carreiro e Júlio Resende - artistas que já foram tratados no Serviço de Cardiologia dos HUC/Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) - bem como trabalhos de André Banha, Dalila Gonçalves, Ivo Moreira, João Castro Silva e João Concha. Todos estes artistas concorrem para transformar o átrio da entrada principal dos HUC “num espaço de vida, de cultura, de animação”, afirmou Mariano Pêgo, diretor do Serviço de Cardiologia dos HUC-CHUC e membro da organização.

 

Ainda segundo Mariano Pêgo, a exposição faz com que este espaço, “em vez de um local de doença passe a ser um local de saúde”.

 

“É bastante agradável, as pessoas acabam por espairecer, aproxima o doente do que se faz aqui, familiariza-se com os equipamentos. Quem tem pessoas internadas na Cardiologia fica mais informado”, foram comentários feitos à Agência Lusa por Cátia Oliveira e Filipe Lourenço, dois jovens que têm apreciado a exposição quando vão aos HUC-CHUC para acompanhar um doente.

 

Esta iniciativa vem na sequência de mostras anteriores, iniciadas por uma exposição dedicada à anestesia dos HUC e já estão agendadas outras iniciativas sobre a psiquiatria e a história da farmácia hospitalar.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.