“Adolescer Saudável” recebe galardão “Hospital do Futuro”

Projeto pioneiro do Centro Hospitalar de Leiria

12 dezembro 2013
  |  Partilhar:

O projeto pioneiro do Centro Hospitalar de Leiria (CHL) denominado por “Adolescer Saudável” foi premiado pelo “Hospital do Futuro” por promover o acesso a cuidados de saúde por parte dos adolescentes.

 

De acordo com o comunicado enviado pelo CHL, O Serviço de Pediatria do CHL implementou o “Adolescer Saudável” no Agrupamento de Escolas Dr. Correia Mateus (2.º e 3.º ciclos) no início do ano letivo de 2011/2012, sendo atualmente o terceiro ano que se encontra em funcionamento. O projeto tem como objetivo melhorar a acessibilidade dos adolescentes aos cuidados de Saúde, uma faixa etária habitualmente mais afastada das instituições de Saúde.

 

"Este projeto é pioneiro na medida em que promove o rastreio em massa de adolescentes, a seleção de jovens em risco e a sua orientação, em caso de necessidade, desde o local onde estão diariamente para as várias especialidades disponibilizadas pela Pediatria do CHL, minimizando o impacto de deslocações para os jovens e as suas famílias. Desta forma promove-se a aproximação dos adolescentes aos cuidados de saúde, tradicionalmente uma faixa etária considerada saudável e em que a patologia é frequentemente subvalorizada”, explicou o diretor do Serviço de Pediatria do CHL, Bilhota Xavier.

 

Numa primeira fase, os adolescentes foram esclarecidos sobre os objetivos desta proposta, tendo preenchido um formulário que teve como base o questionário utilizado na primeira consulta de Medicina do Adolescente do CHL. As questões incidem em temas como a assistência em consultas, problemas médicos e queixas físicas, perceção da imagem corporal e perturbações do comportamento alimentar, segurança, questões socio-relacionais, e comportamentos de risco, como a experimentação e dependências.

 

De acordo com o comunicado, os questionários permitiram rastrear os adolescentes em risco que, depois do devido consentimento, foram consultados em gabinetes cedidos pela escola e orientados em função da situação ou patologia. São também recebidos os jovens que se dirigem por iniciativa própria à consulta, e os adolescentes sinalizados pelos professores ou pela psicóloga da escola.

 

A realização de consultas de adolescentes em meio escolar reduz o absentismo laboral dos pais e encarregados de educação e, por outro lado, minimiza a perda das atividades letivas do jovem adolescente.

 

Bilhota Xavier refere que “o projeto tem tido sucesso junto dos adolescentes, com cerca de metade da população inquirida a mostrar interesse em ser consultada no âmbito do “Adolescer Saudável”. A procura de consultas pelos adolescentes potenciou o aumento de dois períodos mensais iniciais para quatro neste terceiro ano letivo consecutivo, de tal forma que tem sido difícil dar resposta a todas as solicitações”.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.