“Disfosfato de motesanib” eficaz na diminuição de cancro da tiróide metastizado

Estudo publicado no "New England Journal of Medicine"

08 julho 2008
  |  Partilhar:

O fármaco experimental “difosfato de motesanib” mostrou-se eficaz na inibição da formação de vasos sanguíneos no cancro da tiróide metastizado, sugere um estudo publicado no "New England Journal of Medicine".
 

 

O estudo foi liderado por Steven I. Sherman, da University of Texas M.D. Anderson Cancer Center in Houston, Texas, nos EUA.
 

 

Dos 93 pacientes com cancro de rápida progressão, 49 apresentaram uma resposta positiva ao tratamento com “difosfato de motesanib”. Desses 49 pacientes, 14% apresentaram uma redução dos tumores e em 35 os tumores estabilizaram durante mais de 24 semanas. A sobrevivência média livre de progressão foi de aproximadamente 40 semanas.
 

 

O “difosfato de motesanib” actua ao atingir uma proteína, chamada factor de crescimento vascular endotelial (VEGF), que tem um papel vital na formação de novos vasos sanguíneos que permitem o crescimento e expansão dos tumores. Actualmente, existem poucas opções de tratamento para o cancro da tiróide metastizado.
 

 

A análise genética a 25 pacientes revelou que a resposta ao fármaco foi melhor naqueles que eram portadores da mutação V600E no gene BRAF, gene dos tumores, comparativamente aos que não apresentavam a mutação.
 

 

Contudo, os cientistas advertem ser necessário investigar mais esta relação genética. “Este é o primeiro de vários estudos sobre os tumores da tiróide para que um dia possamos identificar as mutações específicas que nos permitam personalizar a terapia”, adiantou Steven I. Sherman.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.