Alimentação: noções fundamentais

Artigo de:

Dra. Manuela F. Almeida - Nutricionista - 1-Jul-2000

  |  Partilhar:

A alimentação é um dos factores ambientais que mais interfere na qualidade e na duração da vida humana.

 

A alimentação serve para:

 

- Formar, conservar e reconstruir células, tecidos e órgãos;

 

- Realizar as reacções biológicas próprias e produzir calor para manter a temperatura corporal- MANTER A VIDA;

 

- Desempenhar actividades físicas, sensoriais e intelectuais;

 

- Criar reservas energéticas e nutricionais para emergências e intervalos entre refeições, além das exigências por doença.

 

Para além de nutrir, a alimentação deve proporcionar prazer aos sentidos, bem estar emocional e oportunidades de convivência. Devemos alimentar-nos correctamente porque:

 

- Onde há fome o Homem não atinge a maturidade possível, vive doente, tem pouca capacidade para o trabalho físico e intelectual e morre cedo. Mais de metade da população mundial sofre deste problema.

 

- Também não é com a superabundância de alimentos que se resolve a questão alimentar. Pode ser-se obeso e sofrer de doenças carenciais, quando se come sempre o mesmo.

 

Para nos alimentarmos correctamente, duma forma saudável:

 

- A quantidade de alimentos que ingerimos deve ser adaptada às nossas necessidades, dependendo da idade, sexo, tipo de actividade desenvolvida, clima em que vivemos, etc.

 

- Não interessa apenas a quantidade de alimentos que ingerimos, interessa igualmente a sua qualidade.

 

- Temos de ter em atenção a quantidade e qualidade dos alimentos que consumimos e o modo como os escolhemos e combinamos.

 

A explicação de como combinar os alimentos para que a nutrição resulte equilibrada e completa é transmitida de forma muito acessível pela RODA DOS ALIMENTOS, símbolo da Campanha de Educação Alimentar Nacional "SABER COMER É SABER VIVER", de que falarei brevemente.

Artigo de:

Dra. Manuela F. Almeida - Nutricionista - 1-Jul-2000



Partilhar: