Alimentação: alimentação e o colesterol - mitos e realidades

Artigo de:

Dr. João Breda - Nutricionista - 30-Jun-2000

  |  Partilhar:

O colesterol é dispensável ou indispensável?

O colesterol é indispensável. Constituinte importante das células, é fundamental para a digestão dos alimentos, produção de hormonas, vitamina D e da bile. Trata-se de uma gordura que existe apenas em alimentos de origem animal.

 

Fala-se de um "bom" e de um "mau" colesterol?

O colesterol das HDL é o "bom colesterol". Para ser transportado no sangue, o colesterol acopla-se a uma proteína para formar uma lipoproteína. As lipoproteínas de alta densidade (HDL) são um "bom" colesterol já que transportam o colesterol ao fígado para que este possa ser eliminado do organismo. As lipoproteínas de baixa densidade (LDL) ou "mau colesterol", são um tipo de colesterol que pode ser prejudicial à saúde porque se deposita nas paredes das artérias e pode impedir o sangue de circular livremente.

 

Qual é o efeito da ingestão de gorduras sobre o nível de colesterol?

Um regime alimentar rico em gorduras faz aumentar o colesterol. A quantidade de gorduras da alimentação pode contribuir para o aumento do colesterol no sangue. Por isso, para o controlar ou fazer baixar deve reduzir-se a ingestão de gorduras. O ideal seria limitar o consumo quotidiano de gorduras a 30% de todas as calorias consumidas por dia.Existem vários tipos de gorduras e cada um deles tem influência sobre a taxa de colesterol. Os ácidos gordos polinsaturados ajudam a diminuir a taxa de colesterol e podem ser encontrados no óleo de milho, cártamo, tornesol e de soja. Os ácidos gordos monoinsaturados podem igualmente ajudar a diminuir o "mau" colesterol e a aumentar a taxa de "bom" colesterol. Os óleos de canola, amendoim e o azeite são ricos neste tipo de gorduras. Os ácidos gordos saturados fazem aumentar a taxa do "mau" colesterol e diminuir o "bom" colesterol. As carnes, os produtos lácteos e alimentos fabricados com gorduras de origem animal, os óleos de coco e de palma são relativamente ricos em gorduras saturadas.

 

O que são os ácidos gordos trans?

Os ácidos gordos trans são gorduras que se formam como resultado de hidrogenação de óleos alimentares vegetais e fazem aumentar a taxa de colesterol. Este procedimento permite conferir estado sólido às gorduras que antes eram liquidas, mesmo à temperatura ambiente. Alguns shortenings, algumas margarinas, os alimentos fritos, os produtos de pastelaria, as bolachas, as batatas fritas e outros alimentos, sobretudo refogados e estrugidos, são bastante ricos nestes ácidos gordos. Estes ácidos gordos podem fazer aumentar os níveis de colesterol LDL (mau) e baixar os de HDL (bom). Quando se fazem fritos, assados e refogados deve utilizar-se uma gordura resistente ao calor como o azeite, óleo de amendoim ou bagaço de azeitona ou pelo menos não utilizar outros óleos alimentares mais do que uma vez.

 

Como prevenir um nível elevado de colesterol?

A maior parte das pessoas podem manter uma boa taxa de colesterol sanguíneo através de uma alimentação mais saudável: Ingerir menos folhados, assados em gordura, refogados, fritos, charcutaria, e carnes ricas em gorduras, batatas fritas de pacote, bolachas e biscoitos industriais, croassaints e pão branco industrial e todos os produtos de pastelaria. Reduzir também maionese, chantilly e queijos gordos.Desfrutar do prazer de ingerir pão de mistura e escuro, frutos e legumes sem juntar gorduras preferindo o azeite como tempero; Consumir produtos lácteos com menos gordura; Optar por carnes com menor teor de gordura, nomeadamente aves, coelho, ocasionalmente caça e, sobretudo, escolher mais vezes peixe. Na carne retirar todas as gorduras visíveis; Optar por métodos de preparação e confecção dos alimentos que exijam menos gorduras.

Artigo de:

Dr. João Breda - Nutricionista - 30-Jun-2000



Partilhar: