Tratamento de enfermagem e gargalhada são os melhores remédios para a úlcera venosa
18 março 2011
  |  Partilhar:

Cientistas britânicos analisaram a aplicação de ultra-som no tratamento da úlcera venosa da perna e descobriram que esta terapia não acelera o processo de cura das feridas. Do estudo, os investigadores concluíram que o melhor tratamento para a condição consiste nos tradicionais cuidados de enfermagem e…numa boa gargalhada.

 

Num estudo, que se prolongou durante cinco anos, investigadores da Universidade de Leeds, no Reino Unido, chegaram a resultados inesperados. A equipa, liderada por Andrea Nelson, partiu para o estudo na esperança de comprovar que a moderna tecnologia de ultra-som poderia acelerar o processo de cura das úlceras venosas da perna, uma condição que afecta milhões de pessoas em todo o mundo.

 

Contudo, e ao contrário do que os cientistas esperavam, verificaram que os métodos tradicionais de cuidados de enfermagem, que são mais baratos e mais fáceis de cumprir, funcionam melhor que a tecnologia."A ‘energia de cura’ do ultra-som de baixa dosagem pode fazer a diferença para algumas condições médicas, mas isso, simplesmente, não acontece nas úlceras venosas da perna ", disse, em comunicado de imprensa, a líder do estudo.

 

A insuficiência venosa crónica é a principal causa de úlcera da perna. Esta condição resulta do desvio da pressão venosa profunda, gerada por contracções musculares em redor das veias, para as veias superficiais que não estão preparadas para resistir a pressões elevadas. Essas úlceras podem ser dolorosas e desagradáveis, tendo um impacto negativo significativo sobre a saúde e a qualidade de vida dos pacientes.

 

Este problema de saúde é responsável por uma importante morbilidade na população activa, com uma maior incidência no sexo feminino a partir dos 45 anos, apresentando-se com períodos alternados de melhoria e agravamento. Embora a maioria das úlceras da perna desapareça com bons cuidados de enfermagem, uma proporção significativa das lesões demora um ano ou mais para cicatrizar. As úlceras maiores são mais difíceis de tratar, daí a procura de soluções que possam acelerar o processo de cicatrização.

 

Partindo do princípio que a chave para uma rápida cura é estimular o fluxo sanguíneo das pernas para o coração, a equipa de Andrea Nelson refere que a melhor maneira de fazer isso é com faixas de compressão e meias elásticas, juntamente com aconselhamento sobre dieta e exercício físico e…rir com vontade. "Acreditem ou não, uma risada realmente saudável também pode ajudar. Isto porque dar uma gargalhada coloca o diafragma em movimento e isso desempenha um papel vital no movimento do sangue em todo o corpo", explicou a cientista.

 

Em estudo estiveram apenas casos de pessoas com úlceras de difícil tratamento que não tinham desaparecido passados seis ou mais meses. Baseando-se em pacientes de todo o Reino Unido e da Irlanda, os cientistas verificaram que o uso de ultra-som, em conjunto com a abordagem padrão - curativos e a terapia de compressão - não fazia qualquer diferença para a velocidade da cicatrização.

 

Dado que os problemas venosos estão associados aos deficientes estilos de vida da modernidade, nomeadamente à obesidade e ao sedentarismo, os autores advertem para o facto de o número de pessoas que sofrem de úlceras nas pernas tender a crescer. "Precisamos encontrar maneiras de ajudar os pacientes que sofrem de úlceras que não cicatrizam, mas o nosso estudo mostra que o exame de ultra-som não ajuda. Precisamos de nos concentrar no que realmente importa, que é o cuidado de enfermagem de qualidade."

 

Paula Pedro Martins
Jornalista

Partilhar:
Classificações: 5Média: 4.6
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.