telemóveis- seguros??

Com frequência se tem ouvido falar nos potenciais efeitos deletérios dos telemóveis a nível do sistema nervoso central, nomeadamente de cefaleias (dores de cabeça), alterações da memória e risco de tumores cerebrais. Infelizmente não há ainda estudos suficientes nem provas de tais factos. A utilização de auriculares tenta diminuir esses prováveis efeitos, mas até que ponto será suficiente?
Outro aspecto é a utilização frequente perto de crianças, cujos efeitos serão ainda mais preocupantes...

RE: telemóveis- seguros??

Eu também me preocupo muito com este assunto. Ainda se estão a estudar estes efeitos mas a minha experiência pessoal é a de evitar o uso de telemóveis junto da cabeça e no carro. Uso auricular sempre que posso.

Também evitaria usá-lo junto de crianças porque se se vier a demonstrar que os telemóveis provocam o cancro, estas serão, certamente, mais susceptíveis.

M. Jorge Guimarães

RE: telemóveis- seguros??

O mais recente relatório sobre este assunto, o relatório Stuart, encomendado pelo governo britânico e co-financiado pela União Europeia, sugere que os telemóveis sejam utilizados com precaução, ou seja mesmo não estando provadas as suspeitas, estas devem ser levadas em conta. Relativamente aos auriculares, cuja utilização é aconselhada por dimunuir em cerca de 10% as radiações, o Laborátório de Física do Reino Unido refere que 50% das radiações saem directamente pelo auricular, provocando uma concentração superior da exposição no canal auditivo.
Está em curso um estudo da Comissão Europeia, iniciado este ano que aborda a eventual relação entre telemóveis e tumores e cujos resultados serão conhecidos em 2004.
Até lá o melhor é prevenir.