Risco de hepatites

Encontra-se na Revista da MNI o artigo Hepatites virais: o seu desconhecimento é o maior risco, pelo Prof. Doutor Armando de Carvalho.

Hepatice C e toxicodependentes

10 Junho, 2000

Hepatice C afecta 80 % dos toxicodependentes

A infecção pelo vírus da hepatite C (VHC) afecta cerca de 1,5
% de portugueses, mas, entre os toxicodependentes com consumo
intravenoso, a prevalência média ronda os 80 %.
Dados divulgados pela organização do XX Congresso Nacional de
Gastrenterologia, que terminou hoje no Porto, referem que a hepatite C
é a que regista o maior número de notificações.
Em 1998, o número de casos declarados ultrapassou as hepatites
A e B, que têm registado uma diminuição progressiva.
De acordo com um estudo da autoria de investigadores da
Unidade de Hepatologia, do Hospital de Santa Maria, Lisboa, e da
Divisão de Epidemiologia, da Direcção Geral de Saúde, o VHC constitui
45 % das notificações entre todos os tipos de hepatite.

Fonte: http://www.lusa.pt

RE: Hepatice C e toxicodependentes

Os dados divulgados no Congresso Nacional de Gastrenterologia e publicados no GE-Jornal Português de Gastrenterologia, são muito importantes, embora sejam apenas uma estimativa, com base em diversos estudos realizados em Portugal. O mais significativo é o facto de destacar a enorme importância do consumo de drogas por via endovenosa como meio de transmissão da hepatite C (e não só). Porque não existe vacina para a hepatite C, é imperioso que todos evitem o risco de contágio.