Rastreio e diagnóstico pré-natal

O rastreio e diagnóstico de anomalias congénitas é um tema de grande
actualidade e que tem sido alvo de substanciais desenvolvimentos nos últimos
anos. Pretende-se neste forum trocar experiencias e esclarecer dúvidas sobre
este aspecto tão importante da gravidez humana.

Diogo Ayres de Campos

RE: Rastreio e diagnóstico pré-natal

Na minha primeira gravidez ao ter feito a ecografia das 13 semanas, o valor para TN era 3.2 pelo que fui aconselhada e realizei efectivamente a amniocentese e felizmente estava tudo bem, ou seja felizmente fui apenas mais um número para as estatisticas que apontam esse rasteio como bastante falivel felizmente.
Agora estou novamente grávida e o valor para a foi 1.4 apesar de eu estar bastante inclinada para fazer uma nova amniocentese o médico insistiu para que fizesse o rasteio bioquímico do primeiro trimeste. Quais são efectivamente as estatisticas deste rasteio, taxa de falsos positivos e de falsos negativos?
É mais exacto do que o rasteio bioquímico do segundo trimeste?
(Tenho 31 anos e não tenho história familiar deficiencias causadas por problemas cromossómicos)
Muito obrigada
Cristina