O acne ou a vida

Alguem leu o artigo do expresso http://semanal.expresso.pt/interior/default.asp?edicao=&id_artigo=ES17167

È de ficar ou não preocupado??
Quais os vossos comentários acerca do artigo.Pura especulação ou verdade?? Falem pois sendo um utilizador do roaccutan cada vez tenho mais duvidas se devo ou não continuar a utilizá-lo??

Pedro Santos

RE: O acne ou a vida

Compreendo perfeitamente a sua apreensão e gostaria de saber se tem experimentado alguns dos efeitos secundários que são referidos no artº do Expresso. No seu caso foi a primeira possibilidade terapêutica que lhe foi sugerida ou tomou alguma coisa antes que se revelou ineficaz? Penso que as mulheres devem ser as mais preocupadas e pensar muitas vezes antes de iniciar esta terapêutica. Penso também que deveríamos tomar as mesmas precauções que se tomam nos EUA antes de prescrever o medicamento, sobretudo em relação às mulheres.

RE: O acne ou a vida

Caro Pedro Santos,

Aconselhava-o a ler todas as mensagens que se relacionam com o Roaccutan presentes neste GADIS. Existem mesmo algumas mensagens de especialistas em Dermatologia da equipa MNI que poderá achar elucidativas. Se quiser colocar mais questões de âmbito pessoal sugiro-lhe que se dirija ao SAM - Serviço de Aconselhamento Médico e que escolha um dos nossos profissionais de saúde dentro dessa área para um esclarecimento mais profundo e personalizado.

Um abroço e votos de muita saúde,

Cristina Guimarães

RE: O acne ou a vida

Boa Tarde,

Pois mas eu já li as mensagens e também li o artigo do expresso, e o que me
preocupou foi o facto de associarem o Roaccutan a depressões e posteriores
tentativas de suicidio. Este facto nunca foi do meu conhecimento e parece-me
bastante gravoso a ser verdade que esta informação não seja facultada aos
pacientes.
E o que me diz das medidas impostas no EUA e no Reino Unido??Se o artigo é
alarmista e sensacionalista qual a razão que leva paises super desenvolvidos
a adoptarem estas medidas??
Quando coloquei esta mensagem fiz-lo por dois motivos em especial, um e
obvio foi o de estar a ser medicado com Roaccutan e outro porque tive á
algum tempo um esgotamento, depressão o que lhe queira chamar. Todavia
depois de uma consulta a um médico cardiologista (tinha dores muito fortes
no peito e perda de força,achei que fosse algo do coração) o médico
assegurou-me que os meus sintomas eram resultado do stress,da pressão e
ansiedade que vivia nessa altura (periodo de exames na universidade) mesmo
depois de lhe ter informado que estava a usar o Roaccutan.
Mesmo depois disso continuo a pensar se as duas coisas não estão
relacionadas é que esgotamentos ou depressões foi coisa que nunca tive e
estou desde sempre habituado a ir até aos limites .

Pedro Santos

RE: O acne ou a vida

Deves de expor as tuas dúvidas ao teu dermatologista. Cada caso é um caso....

Comigo o Roaccutan acabou por se revelar um factor negativo que me levou à depressão e a diversas tentativas de suicídio, mas eu já tinha propensão genética para a depressão (embora não o soubesse).

Como te digo, cada caso é um caso...deves mesmo falar com o teu médico. Ele, melhor do que ninguém, poderá ajudar-te.

RE: RE: RE: O acne ou a vida

Lamento afirmar-lhe que a sua suposição está errada, mas no entanto resolver defenitivamente o acne seja ele de que grau fôr, é relativamente fácil. E não é necessário usar medicamentos (que têm sempre efeitos colaterais, por vezes bastante perigosos). Veja http://mundoalimentar.blogspot.com , perceberá que a maioria de nós não pensa de uma forma racional.

RE: RE: O acne ou a vida

a mim a isotretinoina(genérico do roaccutan) deixou-me diabética insulino-dependente para o resto da vida, mesmo assim o acne não é tão grave