Hidrossalpingite

Criança operada aos 2 anos a apendicite aguda com peritonite. Aos doze anos detecta-se que tem hidrossalpingite bilateral e aderências.É operada, sendo drenados os hidrossalpinges e aberto os pavilhões das trompas. Passados dois meses desta operação,a situação agrava-se.Feita uma R.M., verifica-se que tem hidros.volum.à dtª,
imagem quistica parametrial esq.c/conteúdo hemorrágico. Grande colecção liquida intrape-
ritoneal, loculada no fundo do saco recto-vaginal.Displasia multiquistica no ovário esq
c/mult.aderências e presença de liquido do F.
S.de Douglas.Perante esta complexidade e tendo visto o v/ site, gostava de ter a v/ opinião. Agradeço desde já a vossa atenção para este caso. Cumprimentos
Ana Silva

RE: Hidrossalpingite

Esta é uma situação clínica bastante complexa.
Se a situação clínica está estabilizada, ou seja se a menina não tem febre nem dores abdominais, penso que esta é uma situação a vigiar, aguardando a evolução e eventualmente tomar um anti-inflamatório.
No entanto, esta situação parece ser tão complexa que provavelmente só com uma nova intervenção cirúrgica poderá ser corrigida.
Contudo, penso que esta situação vai deixar sequelas para a vida futura, nomeadamente dores com as menstruações, menstruações irregulares e, possivelmente, dificuldade em engravidar.

RE: RE: Hidrossalpingite

DRA. GOSTARIA DE SABER MAIS A RESPEITO SOBRE A DOENÇA EM QUESTÃO( HIDROSSALPINGITE), POIS PASSANDO COM G.O ELE DIAGNOSTICOU ESTA DOENÇA EM MINHA TROMPA, GOSTARIA DE SABER O QUE OCASIONA. MUITO OBRIGADA