herpes

Gostaria de saber sobre as probabilidades, intenidade e como os herpes dos labios se alastram a outras partes do corpo e a outas pessoas.
Até que ponto o contacto dos lábios infectados deve estar condicionado?
obrigado pela atenção

RE: herpes

Caro António

O herpes é uma infecção causada pelo virus do herpes simplex tipos I ou II, sendo o 1º o responsável habitual pelas lesões do herpes labial, o mais corrente, e o 2º o agente causal do herpes genital, embora qualquer dos tipos possa ser incriminado em qualquer localização. Após a primo-infecção (o primeiro contacto com o virus) que pode ser assintomática, o virus vai permanecer quiescente nos gânglios nervosos sensitivos que enervam a área cutânea através da qual se deu o contágio. A partir daí em condições de maior fragilidade do nosso sistema imunitário (que após a primo-infecção desenvolveu um certo grau de resistência à infecção, que impede maiores danos à nossa integridade física mas não consegue erradicar o virus do seu bastião ganglionar) pode dar-se uma reactivação do virus, que se multiplica e vai originar de novo as características lesões herpéticas, sempre na mesma área sensitiva.
Cerca de 90% da população adulta é seropositiva para o herpes simplex, mas apenas algumas pessoas são vítimas das lesões recorrentes de herpes, que surgem no decurso de doenças febris (o botão de febre), em períodos de maior stress físico ou psíquico, após exposições solares, etc. Isto significa que na maioria das pessoas o herpes é/foi assintomático.
As vesículas herpéticas são altamente contagiosas pelo que o herpes é facilmente transmitido pelo simples contacto com as lesões. Dou-lhe um exemplo interesssante, o herpes gladiatorum que corresponde a localizações menos habituais de herpes que surgem em lutadores de luta livre ou greco-romana ou wrestling pelo simples contacto durante a luta!
Se tem herpes, o seu conjuge já foi provavelmente infectado (se não o era já), e se não experimenta lesões deve-o à sorte de pertencer ao grupo dos felizardos que não permitem ao virus expressar-se. Mesmo que você tenha os maiores cuidados, pois pode haver eliminação de virus mesmo sem lesões clínicamente evidentes (embora com um grau de contagiosidade obviamente mínimo, comparado com o das vesículas herpéticas). Por outro lado, deve abster-se de contactos com outras pessoas quando tiver as lesões em actividade, obviamente.

Uma chamada de atenção muito importante: qualquer pessoa com herpes em actividade deve absolutamente abster-se de entrar em contacto com crianças recém nascidas pois nestas a infecção herpética é extremamente grave podendo ser causa de uma encefalite com um grau muito alto de mortalidade. Nada de beijinhos a bébés portanto.

Espero ter respondido a algumas das suas dúvidas

Hugo S. Oliveira
Dermatologista

RE: RE: herpes

Gostava de saber se uma pessoa k possua herpes genital pode contagiar outra atraves de sexo oral ou sexo anal. E se estes periodos em que aparece o herpes, mesmo sem actividade sexual, vão continuar a ocorrer em curtos espaços de tempo.
Obg Pla atençao