Consulta de ginecologia

Tenho 29 anos e nunca consultei um ginecologista. Considero-me uma pessoa informada e consciente da necessidade de fazer, com alguma regularidade exames ginecológicos, principalmente para prevenir o cancro do colo do útero.O que acontece é que vejo este tipo de exame como uma prática demasiado invasiva e humilhante para o paciente.Para mim é inconcebível a ideia de alguma vez vir a frequentar consultas de ginecologia. Já cheguei a ter uma infecção vaginal que se arrastou durante semanas e que eu tentei resolver sozinha porque não consegui ir ao médico e pedir-lhe ajuda. Chego a ter ataques de choro quando, por exemplo, vejo algo relacionado com ginecologia ou gravidez na televisão. Como já perceberam, isto é mesmo um problema, para o qual eu não tenho nenhuma explicação...Resolvi expô-lo aqui para conhecer a vossa opinião e tentar perceber se existem pessoas com o mesmo problema.Obrigada

RE: Consulta de ginecologia

Se visitar http://mundoalimentar.blogspot.com/ , poderá começar a perceber como a maioria das situações de saude poderão ser evitadas e/ou resolvidas

RE: Consulta de ginecologia

Olá Susana, tenho 30 anos e também nunca consultei um ginecologista, para ser sincera hoje vou à 1ª consulta com uma vergonha enorme por ir só agora mas também nunca senti necessidade ou algo diferente em mim. Realmente é um pouco constrangedor porque envolve a nossa intimidade, o que me deu força é o facto de estar a tentar engravidar.O problema nestas situações é o de não saber como agir, bem como outros aspectos que sejam importantes neste género de consulta. Como podes ver não és só tu com este problema.

Consulta de ginecologia

Olá Susana e Alexandra. Esses complexos têm que ser evitados, porque o Ginecologista está lá para fazer o seu trabalho e não para invadir o corpo alheio por prazer. Também concordo que é pouco confortável para uma mulher estar a ser estudada daquela forma, principalmente por uma pessoa que não se conhece, mas é preciso confiar nos profissionais de saude. Para eles é trabalho e só querem ajudar os pacientes.
Pensem nisto e não deixem de cuidar do vosso corpo. Isso é que é o mais importante.

RE: Consulta de ginecologia

Acabo de descobrir com este fórum que não sou uma peça rara... também tenho 29 anos, quase 30, e não me consigo imaginar numa consulta de ginecologia sem ter verdadeiras crises de choro! Eu também sei que é algo necessário, principalmente se prezamos a nossa saúde e se queremos fazer rastreio do cancro do colo do útero. Mas este sentimento que me vem do inconsciente é mais forte que o meu lado racional. Á conta disto, já há um ano que tenho uma infecção vaginal... se calhar não me incomoda assim tanto porque senão já teria ido! Mas na realidade até incomoda, nomeadamente no que diz respeito à minha vida sexual uma vez que sinto ardor e alguma dor quando tenho relações. O facto é que ainda não consegui ir ao médico. Já fui uma vez ao ginecologista quando tinha 12 anos. As menstruações eram muito espaçadas e a minha mãe levou-me a uma médica. Até aqui parece tudo bem mas o facto é que a minha mãe esteve na consulta comigo e a médica não me explicou nada nem falou comigo sobre nada (talvez convencida de que a minha mãe teria falado) mas a minha mãe também não! A sensação que me ficou foi horrível... foi a de ser tratada como um animal, virada de pernas para cima e invadida por uns dedos pelo recto acima. E sem poder defender-me, porque também não era suposto (afinal estava a ser observada por uma médica)... mas no meu sentimento é como se eu estivesse pressa, atada por umas cordas! E ainda para mais, tive que ir a outro sítio fazer uma colheita de secreções vaginais em que estavam umas 4 senhoras (que não eram médicas, eram enfermeiras ou técnicas de análises) de volta de mim… Isto tudo ficou-me cá dentro. E até agora nunca precisei de ir. Até a pílula foi passada pela minha médica de família sem me encaminhar para uma consulta de ginecologia. Ter filhos? Na minha cabeça é uma ideia horrível, aterrorizante!
Agora que preciso de ir porque tenho mesmo uma infecção, não consigo. Vivo obcecada por esse pensamento, choro por tudo e por nada, tenho vergonha de desabafar com alguém… Até que uma pessoa sente-se mesmo a “rebentar pelas costuras” e lá consegui falar com uma prima próxima e muito minha amiga. Ela está longe, na Suíça, e não pode ir comigo, mas já me fez prometer que vou à médica de família e falar-lhe deste meu problema e vou mesmo tentar ter consultas de psicologia.
Os homens falam demasiado facilmente sobre este tema…não sabem o que é sentirem-se completamente indefesos a enfiarem-vos aparelhos pelo corpo dentro, ainda por cima numa parte tão íntima….
Eu sei no meu consciente, racionalmente assim o penso, que o problema está na nossa educação. Fui ensinada a esconder esta minha parte do corpo para mim, para eu usufruir dela e para um possível e fixo companheiro, não mais! E mesmo o meu companheiro, não o deixo tocar-me nos meus órgãos sexuais a não ser que eu já esteja de alguma forma excitada por beijos e festas noutros pontos do corpo! E pensar que aos 12 anos apareceu uma oportunidade de a minha mãe me deixar levar as coisas com maior naturalidade mas, apesar de ninguém me ter feito mal, também não tiveram sensibilidade nenhuma ao ponto de tudo me ficar na memória de forma negativa. E depois aos 20 anos a médica de família também não se lembrou que se calhar era melhor mandar-me para o ginecologista… Agora digam-me como posso, ao fim de 30 anos, achar PERFEITAMENTE NATURAL ir a um médico que se vai centrar na minha vagina? Só porque são profissionais…nem eu mesma olho para a minha vagina…
Tenho mesmo que ir a um psicólogo porque nem sequer encaro a minha sexualidade com naturalidade!
Obrigada sociedade moderna por me ensinares a ser humana!

RE: Consulta de ginecologia

já escrevi este post noutro tema, mas resolvi tb juntá-lo aki.
estive a consultar este site, pelo qual dou desde já os meus parabens.
estavajá a pensar que eu era a unica pessoa com este preoblema mas verifico que há mais mulheres na mesma situação,também, tenho muito medo de ir ao ginecologista.
tenho 27 anos e nunca fui a nenhum. sei perfeitamente que já deveria ter ido, mas o panico que tenho em faze-lo faz com que eu esteja sempre a adiar a situação.
sou uma pessoa bem formada e penso que bem esclarecida, mas nao sei como devo ultrapassar esta fobia.
tomo a pilula ( yasmin) e embora nunca tenha tido quaisquer efeitos secundarios, gostava de saber se a pilula que estou a tomar é a indicada para mim.
achei que devia partilhar este problema, e quem sabe alguem me pode ajudar.
será q alguém me pode indicar um ou uma ginecologista que seja simpatica e que não paraça um bicho -papão ( desculpem o termo)? é que tenho mesmo de arranjar coragem e ir.

RE: Consulta de ginecologia

Agradeço ao Pedro a mensagem de incentivo.Lamento, no entanto, que não tenha entendido a raiz daquilo que exposemos!O problema aqui apontado nada tem a ver com complexos, vergonha ou o desconforto. É uma questão algo mais delicada e dificil de ultrapassar, é um problema psicológico, comparável a uma fobia.Vejo os exames ginecológicos como uma violência e um atentado à dignidade da mulher...e, sinceramente, acredito que com um bocadinho de boa vontade, seria possivel humanizar estes métodos!Eu sentir-me-ia violentada se fosse sujeita a este tipo de exames... Será que o Pedro percebe agora a gravidade desta incapacidade?Isto não é uma questão de pudor!
É algo que talvez pudesse ser mais facilmente contornável com a partilha de experiências de mulheres que sentem o mesmo.E foi por este motivo que lancei a questão.
Espero que um dia hajam médicos especializados em tratar mulheres como eu, com a dignidade e sensibilidade que merecemos!
Obrigada mais uma vez pela V/atenção.
Susana