Co-incineração

3 Junho, 2000

Todos têm de aprender com o processo da co-incineração, diz sociólogo

O sociólogo Boaventura Sousa Santos afirmou hoje, em
Coimbra, que todos têm de aprender com os últimos
desenvolvimentos do processo da co-incineração - Governo,
industriais, cientistas e cidadãos.
O presidente da associação cívica Pró-Urbe falava no
auditório da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, no
encerramento da última sessão do Forum Internacional da Co-
Incineração, subordinada ao tema Participação Pública.
Com este processo, a nossa sociedade está a aprender, mas
dolorosamente, referiu Sousa Santos, vaticinando que, dentro de
alguns anos, as gerações futuras vão falar numa fase pré co-
incineração e numa pós co-incineração.

Mais: www.lusa.pt

Governo avança co-incineração

8 Junho, 2000

Governo avança com co-incineração para tratamento de resíduos perigosos

O Conselho de Ministros aprovou hoje uma resolução que
confirma a opção pela co-incineração como método de tratamento de
resíduos industriais perigosos, cujo destino mais aceitável é a
queima, anunciou José Sócrates.
O Governo aprovou também outra resolução que acolhe a
preferência manifestada pela Comissão Científica Independente pela co-
incineração nas unidades cimenteiras de Souselas (Coimbra) e Outão
(Setúbal), nos termos e com as limitações ali recomendados.
Questionado sobre a decisão de Manuel Alegre de se demitir do
Secretariado Nacional do PS, o Ministro do Ambiente escusou-se a tecer
qualquer comentário, explicando que não comentar é uma forma de
comentar.

Fonte: http://www.lusa.pt

Polémica continua

8 de Junho

Governo aprova co-incineração mas a polémica continua

O governo aprovou hoje em Conselho de Ministros a opção pela
co-incineração, mas a decisão está longe de colocar um ponto
final na polémica sobre a solução para os resíduos industriais
perigosos que o país produz.
A par dos já habituais pontos controversos que a questão
trouxe a lume, colocam-se agora questões de carácter jurídico-
constitucional, com o Governo e a Assembleia da República a
protagonizarem um braço de ferro de que não havia memória.
O relatório da Comissão Científica Independente que
recomenda a co-incineração como o melhor processo para o
tratamento dos resíduos industriais perigosos, aponta as
cimenteiras de Souselas (Coimbra) e de Outão (Setúbal) como as
mais indicadas para o fazer.
Esta escolha levantou de novo uma discussão já meia
adormecida, mas não mudou os pontos críticos da questão, que
continuam a ser apontados como os mais controversos.
Estes pontos críticos dizem respeito à quantidade de
resíduos produzidos em Portugal, que continua a ser difícil de
determinar com exactidão, bem como os cuidados a ter no seu
transporte.
Outras críticas são que o processo de co-incineração liberta
dioxinas na atmosfera e que a sua introdução contraria a política
dos três R (reduzir, reciclar, reutilizar).

Fonte: lusa.pt

Conselho Ministros 7 Junho

7 Junho, 2000

Conselho de Ministros deve dar luz verde à co-incineração

O processo de co-incineração nas cimenteiras de Souselas e Outão
deverá hoje ser aprovado em Conselho de Ministros.
O Governo reitera assim as conclusões da Comissão Científica
Independente (CCI), que analisou a questão e elegeu as unidades de
Coimbra e de Setúbal como as mais apropriadas para a queima de lixos
industriais tóxicos.
A CCI vai agora fiscalizar as emissões de gases, ficando ainda
com o poder de parar o processo caso se registem consequências para a
saúde pública e ambiente.

Mais: http://www.lusa.pt

Co-incineração e cancro

9 Junho, 2000

Co-incineração pode aumentar incidência de doenças cancerígenas

O tratamento de resíduos perigosos através da co-incineração
pode influenciar o aumento da incidência de doenças cancerígenas nas
populações que habitam as zonas das cimenteiras escolhidas para o
efeito.
O alerta foi feito hoje pelo director do Centro Regional de
Oncologia de Coimbra (CROC), Manuel António Baptista.
O responsável afirmou que o método da co-incineração liberta
substâncias perigosas que têm uma relação com a incidência de cancro.
Para o presidente do conselho de administração do
CROC, a discussão deste assunto entrou na praça pública sem ter sido
precedida de um estudo honesto, interessado na salvaguarda da saúde
das pessoas.

Fonte: http://www.lusa.pt

Fornos da Cimpor-Souselas

13 Junho, 2000

Dois fornos da Cimpor-Souselas prontos a queimar resíduos

Dois dos três fornos da fábrica de cimento de Souselas estão já equipados
com filtros de mangas, prontos a acolherem a co-incineração de resíduos
industriais perigosos, disse hoje à Agência Lusa o coordenador da União dos
Sindicatos de Coimbra.
António Moreira advertiu que as organizações representativas dos
trabalhadores daquele centro de produção da Cimpor poderão vir a suscitar a
questão da segurança das pessoas logo que, como tudo indica, a empresa
inicie o tratamento dos resíduos, em concretização das decisões do Governo e
dos planos da Scoreco.
O sindicalista da CGTP fez estas declarações no dia em que os cerca de 250
trabalhadores da unidade de Souselas iniciaram, às 00:00, uma greve que se
prolonga até às 24:00 de sexta-feira.

Fonte: lusa.pt

Na Assembleia da República

15 Junho, 2000

Co-incineração: Populações de Coimbra e Souselas na Assembleia da República

As populações de Coimbra e Souselas deslocam-se hoje a Lisboa a
fim de assistirem no Parlamento à discussão e votação do projecto-lei
de Os Verdes para travar a co-incineração.
O projecto de lei de Os Verdes, que pretende suspender o
processo de co-incineração, é hoje discutido no Parlamento.

Fonte: lusa.pt

Decisão do Parlamento

15 Junho, 2000

Decisão irresponsável do Parlamento não vai travar co-incineração

A aprovação pelo Parlamento do projecto de lei de Os
Verdes para adiar a co-incineração de resíduos industriais é
irresponsável, afirmou o ministro José Sócrates, para garantir
que o processo vai avançar.
Em conferência de imprensa, o ministro considerou que a
Assembleia da República não respeitou as regras com que tinha
concordado, ao exigir que o mandato da comissão científica que
avaliou o processo seja prolongado por seis meses.
Para o ministro a urgência e gravidade do problema
exigem acção imediata do governo, pelo que mais adiamento é
irresponsabilidade, afirmou.
A aprovação do diploma não vai impedir o Governo de
avançar com os testes finais para tornar a co-incineração de
resíduos industriais em cimenteiras uma realidade, garantiu.
Não pode ser a Assembleia da República a governar,
afirmou o ministro, afirmando que tal seria uma subversão,
violando as regras para a decisão política.

Mais: http://www.lusa.pt

Guterres e co-incineração

16 Junho, 2000

Guterres garante que processo da co-incineração vai prosseguir

O primeiro-ministro garantiu hoje que o processo para a co-
incineração de resíduos industriais perigosos vai prosseguir,
salientando que as decisões aprovadas ontem pela Assembleia da
República foram-no apenas na generalidade.
Na opinião do primeiro-ministro, há muitas dúvidas de que a
Assembleia da República tenha competência para tomar uma decisão como
a que tomou.
Por tudo isto, o Governo vai prosseguir com todos os
trabalhos indispensáveis (que são aliás trabalhos de requalificação e
em defesa das pessoas), para que quando todas as condições estiverem
reunidas aquela que o Governo entende como a melhor solução possa
avançar, reiterou.

Fonte: lusa.pt

RE: Co-incineração

Tenho assistido com muita calma ao desenrolar desta situação, e não posso dizer que não me tenho divertido.

Já nem consigo comentar a condução do processo e penso até em tudo aquilo que ainda seremos obrigados a ver nas primeiras páginas dos jornais, na abertura dos noticiários, etc...

Mas o que me leva a participar neste GAD é algo diferente de tudo o que tenho lido e ouvido.

O que muita gente não percebeu, é que,qualquer que seja a decisão final, será uma má decisão pois no meu entender, a co-incineração não é uma boa solução para queimar resíduos tóxicos, uma vez que destruímos algo que nos incomoda, até aqui tudo bem, só que estamos a produzir compostos ( as tão faladas dioxinas entre outros)que vários estudos demonstram efeitos cancerígenos, alterações na fertilidade masculina,....

Rapidamente terão de surgir novas alternativas.

Gostaria de ver o Ministro Sócrates a apresentar uma solução à co-incineração, nem que, para isso, tivesse investido um bons milhões de contos em investigação.

É uma decisão muito fácil aquela que os nossos queridos políticos têm na mão, pois dela não irão ocorrer danos imediatos. Os desastres que poderão aparecer nas populações,surgirão daqui a duas décadas, e aí, não serão eles de certeza que lá estarão para resolver o problema.

Não nos podemos esquecer que já rolaram cabeças no nosso país, desde demissões políticas, à dúvida sobre a qualidade científica do relatório apresentado, que, convém não esquecer, foi realizado pelos melhores cientistas nacionais da área, etc, etc, etc..e tudo isto para se chegar a uma decisão que noutros países já se provou não ser uma boa solução.

Tudo bem que andamos na cauda do pelotão, mas, primeiro, não vamos cometer os erros que os outros foram obrigados a cometer, segundo, não vamos estilhaçar o país por algo que será passageiro e que, por mais desagradável que seja,teremos de aceitar.

Fernando Rocha

Projecto da oposição

Oposição quer aprovar suspensão da co-incineração a 06 de Julho

Os partidos da oposição estão convencidos que o projecto de
lei do Partido Ecologista Os Verdes que suspende a co-incineração
irá a votação final global já a 06 de Julho.
Também o projecto de lei do CDS-PP sobre resíduos industriais
banais, de acordo com a generalidade dos deputados da oposição, deverá
ser levado a plenário para votação final global ainda durante a
presente sessão legislativa.
Esta convicção, comum ao Partido Ecologista Os Verdes, PCP,
PSD e CDS-PP, surgiu da reunião de hoje da Comissão de Administração
do Território, Poder Local e Ambiente.
Na sexta-feira, segundo o deputado do PCP Joaquim Matias,
haverá nova reunião para que todos os partidos possam apresentar
propostas de alteração aos dois diplomas em sede de especialidade.

Fonte. lusa.pt

Página 1 de 2