Bem-vindo(a)

Bem-vindo(a) ao GAD sobre o tema da morte.

Porque se trata de um tema poucas vezes discutido e que é de significado óbvio, entendemos que deveria ser criado um espaço para discussão das visões pessoais sobre este assunto.

Está aberta a discussão.

M. Jorge Guimarães

RE: Bem-vindo(a)

a morte,
trata-se de um assunto de que toda a gente tem muito respeito, eu pessoalmente tenho muito medo da morte (sou um rapaz novo),
e como eu existem milhões de pessoas, que ficam preocupados com uma pequena dor...
eu julgo que não pode acabar tudo com a morte, tem que existir mais alguma coisa para além desta vida terrena, mas e um assunto qque so vou descobrir quando passar para la, ou não descobrir nada...
a vida as vezes e muito injusta, por isso temos que a aproveitar enquanto ca estamos, e esquecer os problemas...
jorge carvalho

RE: Bem-vindo(a)

A morte não tem que ser necessariamente um tema doloroso.
O nosso modus vivendi faz-nos esquecer este nosso encontro inevitável.

Pessoalmente concordo com Avicena (sec X/XI) que se referia ao corpo humano como uma montada, que deveria ser abandonada no fim da viagem !

RE: Bem-vindo(a)

Porque não um chat em tempo real?

RE:Bem-vindo(a)

jorge_carvalho escreveu:
-------------------------------
a morte,
trata-se de um assunto de que toda a gente tem muito respeito, eu pessoalmente tenho muito medo da morte (sou um rapaz novo),
e como eu existem milhões de pessoas, que ficam preocupados com uma pequena dor...
eu julgo que não pode acabar tudo com a morte, tem que existir mais alguma coisa para além desta vida terrena, mas e um assunto qque so vou descobrir quando passar para la, ou não descobrir nada...
a vida as vezes e muito injusta, por isso temos que a aproveitar enquanto ca estamos, e esquecer os problemas...
jorge carvalho

Parabéns!De facto existe algo para além da morte,mas não é assunto que só descobre quando morremos,ou melhor, quando morremos não se descobre nada.Por agora não comento mais,mas podemos trocar muitos pensamentos sobre este assunto.O 1º passo para podermos evoluir em qualquer domínio do saber é:Não partir para a investigação com ideias pré-concebidas.Exemplo:Um ciêntista tinha tinha a ideia que as pernas das pulgas estavam directamente ligadas á sua audição.Um dia fez a experiência de ir retirando as pernas de uma pulga uma a uma ,ao mesmo tempo que lhe ia mandando saltar, e esta ia obedecendo. Quando acabou de extrair a ultima perna ela não saltou mais.Conclusão:Pulga sem pernas é surda.
CUIDADO COM AS IDEIAS PRÉ-CONCEBIDAS, ELAS LEVAM-NOS ÁS CONCLUSÕES MAIS DESAJUSTADAS QUE
PODEM EXISTIR

RE: Bem-vindo(a)

Com todo o respeito pelos anteriores participantes eu além de os achar pouco intervenientes também vêm reflectindo lentamente sobre o assunto morte.

Saber viver é importante mas igualmente importante é saber morrer com a mesma dignidade com que se viveu.

Gosto da vida e vivo a vida com respeito mas não aceito negar a morte em prol de uma eterna utopica juventude.

Morte sim quando urge mas com o apoio e tranquilidade semelhantes ao tempo de vida juventude e saude.

Ramos

RE: Bem-vindo(a)

A morte é um mistério, mas por outro lado não é. A Bíblia Sagrada refere o que acontece após a morte. Ou acreditamos ou não. Eu pessoalmente acredito. Pela minha crença, ou se vai para o céu, ou para o inferno. Quem acreditar e aceitar Jesus Cristo como Senhor e salvador da sua alma é salvo, quem não aceitar é condenado. Um à parte: há uns dias estava a falar com o meu cunhado acerca do vulcão ETNa e ele disse-me que houve um investigador que tinha conseguido gravar gemidos debaixo da terra e eu até me arrepiei. O que quero dizer com isto é que a Bíblia diz o inferno é debaixo da terra, onde há enxofre, fogo e ranger de dentes, por isso quem sabe se não é onde se situam os vulcões que está o inferno? Isto é uma fé que apenas me explica simplificadamente o que acontece depois da morte. Se não acreditares o problema é individual. NA hora da morte, não há Ser Humano nenhum que te possa salvar. Todos somos mortais.

RE: RE: Bem-vindo(a)

Sobre isto eu digo: eu também tenho medo da morte, Jorge, e também sou uma pessoa jovem. Mas para lá do nosso medo da morte e apesar de ela, mais cedo ou mais tarde, ser inevitável, devemos sim orgulharmo-nos por aquilo que fazemos em vida e tentar viver o mais intensamente possível, porque, para além da vida ser curta (são só uns míseros 80/90 anos ou quem sabe 100?) ela é também uma aventura maravilhosa pela qual devemos ter o prazer de passar. Cabe a nós, fundamentalmente, torná-la mais maravilhosa não só pelos outros, mas e fundamentalmente por nós mesmos! QUanto a existir algo para lá dela, também acredito que sim, mas tão cedo espero não ter que descobrir, porque prefiro estar aqui... e sinceramente não tenho pressa nenhuma e acho que o Jorge também não deve ter. Quanto aos problemas, eles só são evitados senão tivermos na linha de fogo deles. Tudo depende como reagimos... quando discuto com alguém eu só favoreço a agressividade desse alguém. O maior truque está em saber quando é que se deve parar. Simples: quando vir que esse alguém é importante para si, então também deve fazer um esforço para as coisas melhorarem. E essa é a maior descoberta que pode fazer.

RE: RE: Bem-vindo(a)

Tenho reflectido bastante sobre a morte, acho que é um tema que não é mto discutido mas todos temos medo dela... pessoalmente, nunca pensei mto nesse assunto, até ao dia que me apercebi que um dia ñ vou fazer mais parte deste mundo e que vou perder as pessoas que amo... e isso assusta me terrivelmente, pensar que um dia ñ vou ser nada. Custa me bastante acreditar que existe algo dps da morte...Se não fomos nada antes tb ñ deveremos ser nada dps.Bem, se houver (e espero k sim) algum dia haveremos de descobrir.