Alopécia Areata

Qual o melhor tratamento ??

já exprimentei cremes Ducray, locão Psodermil.

Chá Preto, Pepinos de S. Gregório, Tint. Iodo, Cresil ???

qual a melhor solução.

RE: Alopécia Areata

Será que há solução? Eu só consegui recuperar o meu cabelo após um tratamento à base de cortisona (sabendo o quando estava a prejudicar a m/ saúde) mas já tinha feito de tudo. No entanto, após 8 meses o pesadelo recomeçou e a partir daí não procurei mas tratamento. Há que aprender a viver da melhor maneira possível embora seja muito cruel e talvez ainda mais para uma mulher. O meu caso começou aos 7 anos com algumas peladas. Depois recuperei e aos 14 voltou a acontecer. Voltei a recuperar apenas por puco tempo e daí em diante as peladas alastravam cada vez mais.Aos 19 anos já não havia vestigios de cabelo.Gastei rios de dinheiro e resolvi por um ponto final.

RE: Alopécia Areata

O meu none é Ana,

Também estou farta de correr médicos nos ultimos 15 anos, sofro de alopécia e nunca tive resultados, a cortisona serolve temporáriamente o problema mas faz muito mal á saude.

Será que não há nada a fazer???

Ou algém algures.... que possa ajudar

RE: Alopécia Areata

Eu descobri recentemente que há uma clínica em Cuba que trata este problema. Os resultados são animadores.Procurem no Google, através da palavra alopecia, que encontram informação sobre a clínica. Pode ficar dispendioso o tratamento, face à distância, mas há que tentar tudo.
Bons resultados!
Ana

RE: RE: Alopécia Areata

Sou portadora de AAUniversal à 6 anos,perdi o cabelo,pêlos na maior parte do corpo,pestanas e sobrancelhas.A principio sofri muito com isso,tentei vários tratamentos(corticoides orais e injectáveis,loções,vitaminas,etc...)agora aprendi a viver,inclusive com os comentários e olhares mais indecentes que uma possa imaginar.No meu caso o problema será genético,pois existe na família outros casos.Acho que os próprios médicos andam às escuras e nós servimos um pouco de cobaias.Desisti de qualquer tratamento e à 3 meses o pêlo das sobracelhas começou a crescer normal sem queda,começei a tomar NEO-CYSTINE cápsulas.Não acredito que haja cura,a não ser temporária ou para AA de origem nervosa.

RE: RE: RE: Alopécia Areata

Descobri recentemente que o meu filho de 3 anos possui alopecia ariata. Já teve 3 peladas em 3 partes diferentes do couro cabeludo. Das 2 ultimas vezes apliquei-lhe Loção Zotinar e um creme da Ducray e ao fim de 1 mês começam a ver-se cabelos novos e ao fim de 2m. já estava normal, só que de repente começou a cair-lhe cabelo noutra zona da cabeça. Acho que deveria existir uma associação para que as pessoas com este problema pudessem partilhar experiências, facilitando a integração/adaptação no meio escolar e social em que estão inseridos, aprendendo assim a conviver c/ o problema, caso contrário receio que quando ele entrar na idade escolar possa vir a ser alvo de troça pelos colegas e a sofrer muito psicologicamente.

RE: RE: RE: RE: Alopécia Areata

Olá,
O meu nome é Carla Sousa, tenho 32 anos e há 7 anos que sofro de Alopecia Areata. Já tenho tentado de tudo e o que apenas resulta comigo são as injecções de cortisona no couro cabeludo. É bastante doloroso e considero prejudicial à saúde, pelos menos para mim foi. Quer em Portugal e estrangeiro parece não haver grandes soluções. Depois de muito pesquisar na internet, associar ideias e aquando das últimas peladas que apareceram tive a confirmação que meio ano depois de uma situação de stress, elas aparecem, o que torna muito difícil de detectar em exames médicos (e eu já fiz demasiados). Desisti da cortisona, também não me apercebo quando chega o stress, pelo que tento me divertir mais e aproveitar a vida, sem pensar no cabelo (o que não é fácil pois não tem um aspecto bonito de se ver). Até agora pouco sabia da existência em Portugal de pessoas com o mesmo problema e como não mata ninguém, não se faz muita pesquisa e há poucas fontes de informação. Existe nos Estados Unidos uma fundação sobre este problema causado por uma doença auto-imune. Visitem em www.naaf.org (inglês) poderá ajudar. Já ouvi dizer que a acunpunctura deve fazer bem, mas não sei porque não experimentei. Estou a tentar diminuir o stress para ver se não aparecem mais, mas nunca se sabe. Quanto às crianças, tenho ouvido falar, mas nunca cheguei a conhecer nenhum caso concreto, que a AA possa ser causada por ansiedade e stress, por vezes por causa do nascimento de um irmão, idas para o infantário. Se para mim tem sido muito difícil, nem imagino para as crianças. Caso precisem de uma palavra amiga ou outros endereços, podem-me contactar em sousa.carla@iol.pt. Boa Sorte. Carla Sousa

RE: RE: RE: RE: RE: Alopécia Areata

Olá a todos,
Sou a Luísa, tenho 25 anos e falta-me cabelo do lado direito da cabeça, na zona da nuca e nalgumas zonas dos braços e das pernas.
Só hoje, finalmente, descobri o nome desta maldita doença que me chateia desde os meus 7 anos de idade - Alopécia Areata!
Pomadas, champôs feitos em farmácias, loções, injecções de vitaminas, visitas ao psicólogo até acabar por encolher os ombros e dizer para comigo mesma Paciência... se cai, há-de nascer!.
Visitei o site da tal associação americana - NAAF - e arrepiaram-se-me todos os pelinhos da nuca... os que lá estão e os que eu gostaria que lá estivessem! - quando soube que posso ficar totalmente careca.
É um beco sem saída se disserem que a causa principal for o stress: então se a causa é o stress e fico stressada com o que o stress causa, não sei que efeito devo combater para eliminar a causa!
Já falei com o meu namorado... podemos sempre fazer uma colecção de lenços bonitos para pôr na cabeça e escuso de pensar mais em depilações para ir à praia. ;)
Também já pensei em guardar o meu cabelo, que até é bastante forte, e vendê-lo aos cabeleireiros para fazerem extensões, já que estão tanto na moda.
Falando em cabebleireiros, tive conhecimento que a Toni & Guy fez umas sessões especiais para uma doente de AA... pode ser que arranje emprego como modelo, já que como designer está difícil.

Muitos beijinhos nessas carequinhas todas... procuremos manter o sentido de humor... eu faço um esforço que só nós sabemos ;)

Luísa

RE: Alopécia Areata

Queria colocar uma questão aos médicos e cientistas que eventualmente leiam esta mensagem.

1) Li no site da NAAF que uma das possíveis condições hereditárias que poderão estar na origem da Alopécia Areata é a diabetes. A minha mãe é diabética, insulino-dependente desde os 19 anos (pelo menos, foi nessa altura que lhe foi diagnosticado a diabetes), e o seu irmão pensa-se ter morrido de diabetes (que não lhe havia sido diagnosticado).

2) Em vários textos vi associada a alopécia à psoríase, quer nos tratamentos, quer na tipologia (não sei se se pode dizer isto desta forma), mas o que é curioso é que a minha irmã tem psoríase - uma doença, a meu ver, bem mais complicada que a alopécia, pelo menos em termos físicos.

Gostava, então, de saber qual a relação entre estes 3 dados: a diabetes da minha mãe, a psoríase da minha irmã e a minha alopécia areata; se é que existe relação.

Calculo que esta seja uma questão complexa, mas se não forem capazes de me explicar minimamente essa relação, poderão indicar-me alguns estudos sobre a matéria (sites, publicações, etc.). Isto preocupa-me porque quero ter filhos no futuro e gostava de saber se posso fazer alguma coisa para evitar estes problemas.

Um abraço a todos e desculpem as perguntas complicadas *

Luísa

RE: RE: Alopécia Areata

Olá Luisa
dificilmente terá uma resposta.
Eu deixei aqui a sugestão de uma clinica em Cuba, a que recorri em Março deste ano. Não sei se terei bons resultados, mas tenho esperanças.
Deixo aqui o meu contacto para se necessitar mais informação sobre o tratamento: Analmeda@hotmail.com.
Boa sorte.
Ana

RE: Alopécia Areata

Olá!
Chamo-me Susana, tenho 26 anos e tenho Alopécia Areata desde pequena! Por volta dos 8 anos apareceu a primeira pelada mas só mais tarde, principalmente nos tempos do liceu, tudo piorou. Também já fiz imensos tratamentos, todos ajudam mas, uma coisa é certa, nada é solução definitiva e acabam sempre por voltar a aparecer novamente as peladas!
Durante muitos anos recorri a vários médicos, e fiz diversos tratamentos mas só em 1999 um médico foi capaz de me dizer claramente o que isto era, como era, como se chamava esta doença e comecei com um tratamento que não tem os efeitos secundários da cortisona. O tratamento é à base de um produto irritante (que penso que estimula os folículos), é um bocadinho chato mas, é uma ajuda para recuperar mas, nunca para resolver de vez. De facto, penso que a verdadeira causa está dentro de nós, é a nossa predisposição genética para a doença (pelo menos no meu caso). Há casos em que a doença cura mesmo sem qualquer tratamento!
A alopécia areata, ao que parece, é uma doença auto-imune, não é contagiosa. De facto, a causa real não é conhecida mas é muitos autores relacionam-na com o stress!
Por aquilo que já vivi na pele, pelo que já tenho lido e, principalmente, pelo que me disse o médico, isto é mesmo coisa para me acompanhar o resto da vida (ou não)!
Acho que já aprendi a viver com isto, umas vezes melhor, outras pior e, penso que é o melhor que há a fazer. Quando era pequena, era mais difícil aceitar isto, porque tinha outra mentalidade, tinha medo de ser gozada pelos colegas (que inconscientemente nos faziam sentir pior), e porque, nessas idades, só pensamos em querer ser bonitas e que os rapazes gostem de nós, e essas coisas que todos sabemos, e o facto de nos sentirmos diferentes é muito traumatizante. Não digo que hoje já não sofra com isto mas, pelo menos tento não dramatizar, e dou mais importância a outras coisas da vida. Temos que levar uma vida normal e lutar por sermos felizes, mesmo assim!! O mais importante é gostarmos de nós e sabermos que, apesar de sermos “carequinhas”, há quem goste de nós.
Gostava de trocar algumas impressões com quem conhece este problema e, quem sabe, formar um “clube dos amigos com AA” e assim partilhar ideias, experiências, conselhos e até ajudar quem está a enfrentar isto pela 1ª vez. Eu vivi muitos anos a pensar que só eu era assim porque, não conhecia mais ninguém com este problema, nem se ouvia falar dele, e escondia-me com vergonha de ser assim!
Quem tiver disposição para partilhar alguns minutos, precisar de uma palavra amiga, e/ou conhecer outras pessoas que conheçam o problema contacte-me: susdias@hotmail.com
Cumprimentos
Susana

Luis
escreveu: -------------------------------
Qual o melhor tratamento ??

já exprimentei cremes Ducray, locão Psodermil.

Chá Preto, Pepinos de S. Gregório, Tint. Iodo, Cresil ???

qual a melhor solução.

Página 1 de 6